Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Por que você não deve usar RAM Plus no seu celular

Por| Editado por Léo Müller | 04 de Maio de 2024 às 14h00

Link copiado!

Felipe Junqueira/Canaltech
Felipe Junqueira/Canaltech
Tudo sobre Samsung

A RAM Plus é um recurso relativamente novo nos celulares Android, e ganhou muito espaço na divulgação de novos lançamentos desde 2022. Mas será que o recurso, que tem outros nomes como RAM Boost e Expansão da RAM, é realmente útil? O Canaltech explica tudo para você entender o porquê de evitar a funcionalidade.

O que é a RAM Plus (ou Ram Boost, ou Expansão da Memória)?

Antes de explicar o que é a RAM Plus, é preciso entender o que é a memória RAM. O nome é uma sigla para Random Access Memory, ou Memória de Acesso Aleatório. Trata-se de um módulo de memória que salva temporariamente dados necessários para acelerar processos em um dispositivo de informática.

Continua após a publicidade

Já a memória RAM virtual pega um pouco do espaço de armazenamento interno "emprestado" para ajudar em processos quando necessário. Basicamente, quando a memória RAM no celular está ocupada por aplicativos e processos em uso, o celular apela para a expansão, evitando travamentos.

Segundo as fabricantes, o recurso é inteligente e só é ativado quando necessário. Porém, a reserva do espaço de armazenamento é permanente enquanto o recurso estiver ativado, esteja em uso ou não. Com isso, você perde parte da memória interna para deixá-la à disposição quando precisar.

Por que evitar o recurso de RAM expandida?

A expansão da memória RAM parece interessante para diversos casos, mas é bom ter em mente que traz algumas desvantagens. Como já falei, ela reserva parte do armazenamento interno para acessar quando for necessário. E esse espaço não pode ser usado para guardar arquivos fixos de maneira nenhuma, então você perde parte da memória interna para usar a RAM Plus.

Além disso, os módulos de memória de armazenamento possuem velocidade de escrita e leitura inferiores aos chips de RAM. Assim, quando algum processo exige o uso da memória expandida, a velocidade de transferência de dados é inferior à da RAM normal. Ou seja, demora um pouco mais para os dados serem acessados.

E quem vai sentir mais lentidão é justamente quem mais precisa da RAM expandida: usuários de celulares mais baratos. Especialmente porque o chip de memória de armazenamento desses aparelhos tem velocidade ainda menor, para reduzir o custo do dispositivo.

Continua após a publicidade

Em outros termos, a memória expandida (ou RAM Plus, ou ainda RAM Boost) não vai deixar o seu jogo mais rápido. Ela vai ajudar a manter mais processos acessíveis em tempo menor do que se fosse necessário recarregar do zero. Mas não é a mesma coisa de ter um smartphone com mais memória RAM de fato.

Em outras palavras, é uma memória menos ágil que ocupa parte do armazenamento interno, "roubando" espaço de fotos e afins. E como ela só é usada em casos extremos, eu não recomendo o uso, especialmente em aparelhos com bastante RAM.

Se o seu celular já tem 8 GB ou mais, dificilmente vai precisar da expansão. Teria que fazer um uso realmente pesado, com muitos apps pesados abertos ao mesmo tempo, por exemplo. Se tiver um celular com menos RAM, o ideal é tentar se adaptar ao que ele consegue oferecer sem apelar para a RAM Plus.

Mas eu reforço o que o apresentador Adriano Ponte concluiu no vídeo sobre o recurso: fica a seu critério notar se a expansão da RAM realmente ajuda no dia a dia. Eu não recomendo, mas a escolha é sua.