O que é supercomputador?

Por Douglas Ciriaco

Supercomputador é um computador com uma grande capacidade de processamento de dados e memória, normalmente utilizado para fins científicos. Seu hardware é superavançado, apresentando um desempenho altíssimo, inconcebível para um computador caseiro.

Normalmente, essas máquinas avançadas são empegadas em pesquisas militares e científicas de diversos ramos, como química, biologia, física quântica, mecânica e meteorologia. Em novembro de 2014, o supercomputador mais rápido do mundo era o chinês Tianhe-2, desenvolvido pela Universidade Nacional de Tecnologia da Defesa da China. Sua capacidade de processamento alcançou 33,86 petaflops/s (quadrilhões de cálculos por segundo).

Estas máquinas com potencial computacional começaram a surgir ao longo dos anos 1960, por meio de companhias como Cray Research. Obviamente, naquele tempo, essas máquinas possuíam uma capacidade ínfima de processamento se comparadas com modelos atuais, mas a evolução da informática teve desdobramentos significativos nos supercomputadores.

Supercomputadores: juntos ou separados

Tianhe-2

Tianhe-2: supercomputador chinês é o mais rápido do mundo. (Foto: Associated Press)

Normalmente, um supercomputador pode ser montado de duas formas distintas. Uma delas consiste em diversas máquinas conectadas a uma mesma rede, empregando todos ou quase todos os seus esforços para solucionar um problema. Cada ponto nessa conexão recebe uma parte da tarefa e, juntos, todos são capazes de completá-la. A outra maneira acontece quando diversos processadores estão reunidos em um mesmo espaço físico, trabalhando juntos e, assim, obtendo resultados mais efetivos e menos custosos, inclusive do ponto de vista de tempo, para chegar às soluções desejadas. Este é o método mais comum utilizado na atualidade, quando diversos processadores multinúcleos trabalham em conjunto.

O site top500.org divulga semestralmente uma lista com os principais supercomputadores do mundo. Em novembro de 2014, data da última divulgação até agora, os cinco principais super computadores eram os seguintes:

1. Tianhe-2 (NUDT, China) – 3,12 milhões de núcleos de processamento e capacidade de 33,8 petaflops por segundo;
2. Titan (Cray Inc., EUA) – 560 mil núcleos de processamento e capacidade de 17,6 petaflops por segundo;
3. Sequoia (IBM, EUA) – 1,57 milhões de núcleos de processamento e capacidade de 17,1 petaflops por segundo;
4. K Computer (Fujitsu, Japão) – 705 mil núcleos de processamento e capacidade de 10,5 petaflops por segundo;
5. Mira (IBM, EUA) – 786 mil núcleos de processamento e capacidade de 8,5 petaflops por segundo.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.