O que são drivers? Entenda o que são e como eles funcionam nos PCs

O que são drivers? Entenda o que são e como eles funcionam nos PCs

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 16 de Setembro de 2021 às 17h40
XPS/Unsplash

Você muito provavelmente já se deparou com a instalação ou ativação de drivers ao conectar um mouse, uma impressora ou outros periféricos ao seu computador, recebendo uma notificação logo em seguida de que o dispositivo está pronto para uso. Mas o que é um driver? Por que eles são instalados? São essas e mais perguntas que respondemos nesta matéria.

O que são drivers?

De forma simples, o driver é um pequeno programa que permite que o sistema operacional do computador possa se comunicar com o dispositivo conectado a ele. Basicamente faz com que um mouse, uma impressora e outros componentes possam ser interpretados pelo sistema e realizem suas ações da forma correta.

Se você tentar utilizar um dispositivo sem o driver instalado, é muito provável que ele não funcione de forma correta ou ainda que não funcione de forma alguma, visto que seu computador não irá identificar e interpretar os comandos vindos do hardware conectado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Resumindo: o driver é uma espécie de tradutor, permitindo que a comunicação seja feita entre hardware (dispositivo) e software (sistema).

(Foto: Axville/Unsplash)

Preciso instalar novos drivers?

Atualmente sistemas operacionais extremamente populares, como o Windows, possuem uma longa lista de drivers genéricos e quase universais, permitindo que um dispositivo identificado como mouse, teclado, câmera ou outro seja reconhecido sem necessidade de instalação de um driver específico baixado do site da fabricante.

Ainda assim, tais drivers podem ser limitados. Se você está conectando um mouse com vários botões e comandos exclusivos ou uma impressora com funcionalidades muito específicas, problemas de compatibilidade podem existir.

Para casos como esses o recomendado é instalar o software disponibilizado pela fabricante do computador/notebook para que ele possa atualizar os drivers necessários. Outra alternativa é acessar o próprio site da fabricante do hardware que não está sendo reconhecido e buscar por drivers mais recentes.

Por ser o sistema operacional mais popular, Windows inclui centenas de drivers de fábrica (Imagem: Captura de tela/Victor Carvalho) 

Quando atualizar os drivers?

Como dito, um driver padrão do Windows não costuma utilizar toda a capacidade do dispositivo conectado por sua natureza genérica, garantindo apenas o funcionamento imediato.

O mesmo acontece quando novas placas de vídeo são instaladas em computadores. O Windows identifica a fabricante e disponibiliza um driver que garante o suporte básico, mas que vai limitar seu potencial.

Para esses casos é extremamente recomendado que usuários procurem pelo driver mais recente no site da fabricante, garantindo que o sistema e jogos possam renderizar elementos essenciais e extrair toda a capacidade da placa.

Placas de vídeo exigem drivers mais recentes para maior desempenho e compatibilidade (Imagem: Reprodução/NVIDIA)

Como atualizar o driver?

Lendo esta matéria você já deve ter percebido o destaque que demos em baixar novos drivers apenas por sites da fabricante do dispositivo ou computador. Isso acontece porque muitos outros sites aproveitam a falta de conhecimento de usuários mais leigos para instalar programas que podem comprometer o desempenho e, ainda mais importante, a segurança do dispositivo e do usuário.

Assim, reforçamos mais uma vez: baixe e atualize drivers apenas por sites oficiais.

Driver e drive: qual a diferença?

Por fim, a título de curiosidade, às vezes podemos nos deparar com uma questão muito interessante: qual a diferença entre driver e drive? E a resposta é mais simples do que você pode pensar.

O driver (com a letra "r" no final) é exatamente o programa tradutor que detalhamos nesta matéria, que permite que software e hardware se comuniquem.

Já um drive (sem a letra "r") diz respeito a unidades de armazenamento, ou seja: memórias internas ou externas como HD, SSD, pendrive e cartões de memória, além de discos como CD, DVD e Blu-Ray.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.