Publicidade

Como descartar pilhas e baterias corretamente

Por| Editado por Wallace Moté | 05 de Junho de 2022 às 13h00

Link copiado!

John Cameron/Unsplash
John Cameron/Unsplash

Usadas para alimentar diversos aparelhos eletrônicos, as pilhas e as baterias exigem um descarte especial devido à uma série de fatores. Para quem ainda tem dúvidas sobre por que esses produtos necessitam de um cuidado especial antes de ir para o lixo, o Canaltech explica como tudo isso funciona.

Quais são as diferenças entre pilhas e baterias?

Continua após a publicidade

Antes de se aprofundar no assunto, é importante conhecer brevemente o que são pilhas e baterias. Embora sejam itens com funções semelhantes, eles podem ter formatos e categorias diferentes.

As pilhas são sistemas eletroquímicos que produzem correntes elétricas a partir de uma reação de oxirredução. Isso ocorre quando um tipo de reagente perde elétrons (oxidação) e outra espécie ganha elétrons (redução).

Esses dispositivos são divididos em algumas categorias, como elétricas, galvânicas, voltaicas e alcalinas. Cada uma delas possuem características próprias e podem ser usadas para alimentar determinados eletrônicos.

Em geral, as baterias são conjuntos de pilhas ligadas em série, podendo ou não ser recarregadas. Apesar de oferecer uma vida útil maior, os ciclos de cargas dos dispositivos são limitados e eles passam a “guardar” menos energia, exigindo o descarte.

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Independentemente de ser uma pilha ou uma bateria, esses produtos trazem diversos materiais que atuam na oxirredução. Mercúrio, chumbo, níquel-cádmio, níquel metal hidreto, íons de lítio são alguns dos elementos encontrados no interior desses produtos.

Por que realizar o descarte correto de pilhas e baterias?

Com um pouco de conhecimento de química, é possível entender que as pilhas usam elementos altamente tóxicos. Por isso, o descarte dos dispositivos eletroquímicos exige uma atenção maior dos usuários para evitar danos ao meio ambiente e à saúde humana.

Continua após a publicidade

Elimina os riscos de contaminação ambiental

Materiais como mercúrio, chumbo e cádmio são extremamente prejudiciais ao meio ambiente. Durante o descarte incorreto, as pilhas e baterias podem ser amassadas ou até mesmo estourar, fazendo com que os líquidos internos vazem.

Em excesso, esses elementos podem contaminar solos e lençóis freáticos de determinadas regiões. Por consequência, isso afetará gravemente a vida animal e vegetal do local, podendo até mesmo afetar a rede de distribuição de água.

Reduz os riscos para saúde humana

Continua após a publicidade

A contaminação do solo e da água com esses elementos químicos também pode prejudicar a saúde humana. O contato direto ou indireto com essas substâncias pode causar diversas doenças.

Por exemplo, o chumbo pode causar desde anemia e disfunção renal até alterações do sistema nervoso. Enquanto isso, o cádmio é responsável por casos graves de problemas pulmonares, disfunções digestivas e até câncer.

Como realizar o descarte de pilhas e baterias?

Continua após a publicidade

O processo de descarte de pilhas e baterias pode ser feito de forma bem simples. É apenas necessário ter atenção a determinados pontos para que os dispositivos eletroquímicos tenham o destino adequado após o uso e não virem uma ameaça ao meio ambiente.

Separação dos itens em casa

O primeiro passo para o descarte correto é a separação das pilhas e baterias usadas em casa. Esses itens devem ser armazenados em uma embalagem seca, bem ventilada e que não receba diretamente a luz solar.

É importante citar que as pilhas alcalinas são os únicos dispositivos que podem ser descartados no lixo comum. Essa categoria não traz metais pesados em sua composição, evitando possíveis danos ao meio ambiente.

Continua após a publicidade

Todos os outros tipos de pilhas e baterias têm metais pesados ou tóxicos como componentes, tornando-os produtos não biodegradáveis. Então, o descarte adequado evita possíveis vazamentos que possam contaminar o solo e lençóis freáticos.

Encontrando postos de coleta

Hoje é possível encontrar diversos pontos de descarte ecológico para os dispositivos eletroquímicos. Supermercados, farmácias, bancos e outros estabelecimentos comerciais de grande circulação costumam ter caixas coletoras para pilhas e baterias.

Em cidades grandes, as secretarias de Meio Ambiente também costumam disponibilizar ecopontos em parques e praças. Assistências técnicas autorizadas também recolhem esses materiais e encaminham para as empresas que realizam o descarte responsável.

Continua após a publicidade

Logística reversa

Embora ainda seja uma ação muito rara, algumas marcas de pilhas possuem serviços de logística reversa. Com isso, os usuários podem encaminhar os produtos usados para as empresas e elas realizam o descarte ou reciclagem dos dispositivos.

Em geral, as informações para esse procedimento estão descritas nas embalagens dos próprios produtos. Então, os materiais são recolhidos por empresas especializadas e sem custo para os consumidores.

Continua após a publicidade

Entendeu a importância e como realizar o descarte correto de pilhas e baterias? Não esqueça de compartilhar esse material com mais pessoas interessadas no tema!

Fonte: Brasil Escola, IDEC, DecorFacil, Dinâmica Ambiental