Publicidade

Apple pagará R$ 259 milhões para enterrar fiasco do teclado borboleta em MacBook

Por| Editado por Wallace Moté | 02 de Dezembro de 2022 às 07h40

Link copiado!

Imagem: Reprodução/Apple
Imagem: Reprodução/Apple
Tudo sobre Apple

A Apple se prepara para desembolsar US$ 50 milhões (ou o equivalente a R$ 259 milhões) para encerrar o processo relacionado ao desastroso teclado borboleta de MacBooks lançados entre os anos de 2015 a 2019. O processo foi iniciado em 2018, e se tornou uma ação coletiva em 2021 com usuários de sete estados dos EUA, chegando ao encerramento neste final de 2022.

Do valor total, US$ 17 milhões serão destinados a honorários advocatícios, custos de litígio (US$ 2 milhões) e custos administrativos (US$ 1,4 milhão). O restante será distribuído entre membros da classe interessada.

Informações do site MacRumors afirmam que o valor para cada consumidor dependerá do número de reparos realizados no dispositivo do mesmo. É dito que até US$ 395 serão pagos para donos de Macs que tiveram que passar por dois ou mais reparos.

Continua após a publicidade

A história do teclado borboleta

Tudo começou quando a Apple estava insatisfeita com os teclados de mecanismo tesoura e apresentou em 2015 o mecanismo borboleta (ou butterfly como chamado originalmente em inglês) com o novo MacBook de 12 polegadas.

Essa nova tecnologia prometia 4x mais estabilidade de digitação, componentes mais finos, teclas maiores e grande redução no key travel (a profundidade de pressionamento de uma tecla para envio de sinal à placa), e muitos usuários já começaram a reclamar do teclado raso com pouca sensação de clique.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

A Apple então levou a tecnologia ao MacBook Pro de 2016 — o primeiro com Touch Bar — em uma segunda geração, promovendo melhorias de construção, como o acabamento côncavo das teclas e peças de metal para facilitar a digitação.

Uma terceira geração foi lançada com o MacBook Pro e MacBook Air de 2018, oferecendo película de silicone embaixo das teclas para evitar entrada de poeira e reduzir o número de teclas travadas.

E os desastres...

Continua após a publicidade

Foi a partir de 2017 que os casos começaram a acumular, quando modelos de MacBook (aquele de 12 polegadas que introduziu o teclado borboleta) e MacBook Pro passaram a apresentar teclas travadas, quebradas e/ou com digitação repetida.

Logo vários consumidores começaram a notar os mesmos problemas em seus dispositivos, com poucas partículas de poeira sendo suficientes para danificar gravemente o mecanismo borboleta e inutilizar o teclado.

Em junho de 2018 a Apple iniciou um programa de reparo para os Macs de teclado borboleta, mas dois grandes problemas foram notados:

  1. A cobertura para reparos era de apenas quatro anos.
  2. O teclado era substituído por outro idêntico — o que não resolveu o problema e consumidores continuaram a enfrentar os mesmos erros.
Continua após a publicidade

Isso motivou o processo iniciado em 2018 e a realização da ação coletiva em 2021.

O retorno do mecanismo tesoura (com nome bonito)

Apresentado em 2019 com o primeiro MacBook Pro de 16 polegadas, o teclado Magic Keyboard deu nome bonito ao antes criticado mecanismo tesoura.

Continua após a publicidade

A tecnologia era agora "refinada" com key travel de 1 mm e teclas mais estáveis e responsivas para "uma experiência de digitação confortável, satisfatória e silenciosa".

Nos anos seguintes a Apple aprimorou o Magic Keyboard e levou a tecnologia a vários produtos, indo de MacBooks até teclados para Macs e acessórios para iPads, sendo extremamente improvável que tenhamos um retorno do mecanismo borboleta em um futuro próximo.

Fonte: MacRumors