Veja tudo o que a Apple anunciou no evento desta terça-feira (10)

Por Patrícia Gnipper | 10 de Setembro de 2019 às 13h50
Reprodução: Apple
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Nesta terça-feira (10), aconteceu o tradicional evento anual da Apple, aquele em que a empresa anuncia seus principais lançamentos do ano. Neste ano de 2019, as novidades óbvias seriam o iPhone 11 e seus "irmãos", mas muitas outras novidades bacanas foram reveladas.

Tim Cook, CEO da Maçã, abriu o evento como de costume e já começou falando que a ideia da empresa é sempre dar às pessoas ferramentas maravilhosas, com as quais elas podem fazer coisas maravilhosas, sendo produtos e tecnologias desenvolvidos a serviço da humanidade. E já chegou chegando, prometendo um evento repleto de novidades de peso. As novidades anunciadas você confere abaixo:

Apple Arcade

Sem enrolações, Cook disse que estão unindo forças com os mais inovadores desenvolvedores para levar à App Store jogos sensacionais que farão parte do Apple Arcade, o primeiro serviço de streaming de games para mobile, desktop e TV.  Na App Store, uma nova aba chamada Arcade trará novos jogos mensalmente, além de informações, trailers e dicas editoriais a partir da curadoria de especialistas da Apple. A ideia é que qualquer pessoa da família encontre ali jogos de sua preferência.

E o primeiro game confirmado foi Frogger in Toy Town, da Konami. É um game "fofinho" em que você controla um sapo em suas aventuras, e à medida em que o sapinho coleta jujubas pelo caminho, ele ganha cada vez mais poderes. Este jogo estará disponível assim que o Arcade for lançado, e será exclusivo da plataforma.

O segundo jogo é da Capcom, Shinseki Into The Depths, um game de sobrevivência debaixo d'água que vai exigir muito raciocínio e atenção do jogador. Vale lembrar que o game poderá também ser jogado com controles de Xbox One e PS4 no iPad.

Mais um game confirmado: Sayonara Wild Hearts, da Annapurna. Aqui, você tem um jogo que mistura jogabilidade de corrida com muito ritmo e música, sendo um jogo veloz e fluído. Quanto mais corações você conseguir coletar na partida, maior será sua pontuação.

O Apple Arcade será disponibilizado no dia 19 de setembro sob um preço de apenas US$ 4,99 ao mês, em mais de 150 países — não entraram na questão de quais países ainda.

Apple TV+

Cook exibiu no telão o trailer do novo programa See, estrelando Jason Momoa e exclusivo do Apple TV+, que fala sobre um mundo em que todos os habitantes são cegos, mas depois de muitos anos, o "poder" da visão voltou aos bebês que nasceram a partir daquele momento, e é a partir daí que a trama se desenrola. Assista ao trailer oficial abaixo:

Assinando o serviço, teremos acesso a um catálogo de produções originais exclusivas como a demonstrada acima. O serviço estará disponível no dia 1º de novembro com novidades adicionadas ao catálogo mensalmente, disponível em mais de 100 países, custando apenas US$ 4,99 por mês. Nada foi falado quanto ao Brasil nessa lista de países, por enquanto.

Ah, outra coisa legal: a partir de hoje, ao comprar um novo produto da Maçã (iPhones, iPad, Apple TV), o usuário vai ganhar 1 ano de assinatura do Apple TV+!

iPad de 7ª geração

Começando a falar pelo iPadOS, novidade da Apple que personaliza o iOS especialmente para os tablets da marca, Cook aproveitou para exibir o novo iPad da família: o iPad de 7ª geração. Ele é bem parecido com a geração anterior, visualmente falando, mas tem um display Retina de 10,2 polegadas, chip A10 Fusion (que é duas vezes mais veloz do que os PCs mais populares do momento — de acordo com a Apple, claro), e traz, pela primeira vez na linha, o Smart Connector para plugar teclados "full size".

Compatível com o Apple Pencil, este novo iPad é um "expert" em multitarefas, deixando o uso do tablet ainda mais dinâmico. Ainda, tem câmera de 8 megapixels e é feito 100% de alumínio reciclado, o que acontece pela primeira vez na linha de tablets da Apple.

O preço? A partir de US$ 329 para usuários gerais, e US$ 299 para instituições de ensino. A pré-venda já começa hoje mesmo, com envios sendo iniciados no final de setembro.

Apple Watch Series 5

Depois de mostrar um vídeo em que usuários reais dão depoimentos de como o Apple Watch e seus recursos de saúde vêm melhorando (e até mesmo salvando) suas vidas, o anúncio da vez foram três novos estudos de saúde envolvendo o produto, a começar por uma pesquisa de audição conduzida pela Universidade de Michigan. Outro estudo é com relação ao acompanhamento do ciclo menstrual da mulher, para melhorar a saúde delas, conduzido pela universidade de Harvard. O terceiro, contando com a American Heart Association and Brigham e o Women's Hospital, é voltado para a saúde cardíaca.

A Apple reforça que não terá acesso a nenhum desses dados coletados dos usuários, pois tais dados serão usados apenas pelos pesquisadores, preservando a privacidade dos envolvidos.

E então chegou a hora de conhecermos o Apple Watch Series 5! A novidade já chega com um display Retina "always on", com os watch faces permanecendo sempre visíveis no relógio. O recurso ainda reduz o brilho da tela quando o usuário estiver com o braço abaixado, voltando ao brilho de antes com o levantar do pulso. Ainda, os novos watchfaces foram criados já pensando nessa nova tela, tudo otimizado!

Quanto à bateria do aparelho, a Apple promete que o Watch 5 terá duração de 18 horas com uma única carga. E sobre novos apps, o Watch 5 inaugura uma bússola, além de trazer aqueles recursos de segurança que todo mundo gosta, como a ligação emergencial que agora é compatível com 150 países — no Series 5, todo modelo com conexão celular já vem com uma ligação de emergência internacional, e nem é preciso pegar o iPhone para tal, basta só apertar um botão na tela para receber ajuda.

O novo Watch também é construído em alumínio reciclável, traz dois novos modelos feito em titânio e com cores especiais, como um novo tom de verde. O novo aparelho será vendido ainda nas cores prata, dourado, space gray, branco e preto, e começará a ser vendido por preços a partir de US$ 399 para os modelos apenas Wi-Fi, e a partir de US$ 499 para os modelos com conexão celular. A pré-venda já começa hoje, com envios começando no dia 20 de setembro

Ah, com o lançamento do Watch 5, os preços do Watch 3 caíram: nos EUA, o produto agora custa a partir de US$ 199!

iPhone 11

E o momento mais aguardado do anúncio do dia obviamente foi o do iPhone 11. O aparelho é construído em uma peça única de vidro extremamente resistente, e o conjunto traseiro de câmeras faz parte dessa construção única. O smartphone será vendido nas cores violeta, branco, verde, amarelo, preto e vermelho, contando com tela Retina de 6,11 polegadas e "áudio espacial" fornecido pela Dolby Atmos.

Na traseira, a câmera dupla traz sensores de 12 megapixels (wide) e mais 12 MP (ultra wide), com zoom óptico de 2x. É possível visualizar as duas visões, a wide e a ultra wide, no aplicativo nativo de câmera, então o usuário tem mais noção do que está fotografando. E, entre os novos recursos de câmera, destaque vai para o modo retrato que, agora, funciona também com os bichinhos de estimação! Outro recurso aprimorado foi o modo noturno, que chega para bater de frente com os já aclamados modos noturno de aparelhos como os da Google e da Samsung, por exemplo. Ah, a câmera também filma em 4K a 60 quadros por segundo, com modos de câmera lenta e time-lapse.

E quanto à câmera frontal? Ela traz 12 megapixels com um sensor mais amplo se a imagem estiver no modo paisagem. Esta câmera de selfies também filma em 4K a 60 fps e traz modo de câmera lenta.

À prova d'água

Agora falando do que acontece debaixo do capô: o chip A13 Bionic que, segundo a Apple, é o processador mais veloz já usado em um smartphone tanto no que diz respeito à CPU, quanto à GPU. E uma demonstração de game aconteceu ao vivo no palco mostrando a performance do iPhone 11 com um jogo que tem gráficos mais pesados, mostrando que a partida acontece sem engasgos. O jogo se chama Pascal's Wager e estará disponível na App Store em outubro para iOS.

Agora, e quanto à bateria que segura a onda de tudo isso? No iPhone 11, ela tem 1 hora a mais de duração do que a bateria já parruda do iPhone XR lançado no ano passado!

O iPhone 11 de 6,11 polegadas tem preços que começam em US$ 699 no mercado internacional.

iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

Agora falando dos iPhone 11 Pro e 11 Pro Max com seu conjunto triplo de câmeras na traseira, a ideia aqui é oferecer a melhor experiência em um smartphone já planejado pela Apple, sendo este o aparelho mais avançado já construído pela Maçã, contando com traseira inteiriça de vidro em uma peça única. A novidade também inaugura uma nova cor verde, além dos tradicionais space gray, prata, preto, branco e dourado.

O display do 11 Pro é uma tela OLED 15% mais eficiente energeticamente falando, e tem 5,8 polegadas (a do 11 Pro Max tem 6,5"), sendo chamado por um novo nome: Super Retina XDR Display. Ainda, o aparelho traz Dolby Vision e Dolby Atmos para maior qualidade visual e sonora e, claro, por dentro a potência é garantida pelo chip A13 Bionic, cuja CPU é capaz de realizar até 1 trilhão de operações por segundo.

O chip é construído com tecnologia de 7 nm e foi criado para proporcionar ainda mais performance com menor consumo de energia — 4 núcleos são dedicados à eficiência, exclusivamente, para preservar ainda mais a duração da bateria, e outros núcleos são dedicados à performance geral. E falando em bateria, o iPhone 11 Pro garante uma duração de carga por até 5 horas a mais em comparação com o iPhone XS Max. Tem mais: para carregar a bateria ainda mais rapidamente, o produto vem acompanhado de um carregador rápido de 18 W.

Agora falando das câmeras… Os três sensores traseiros são os seguintes: um wide de 12 MP, outro telephoto de 12 MP, e mais um ultra wide de 12 MP, tudo com várias opções de zoom óptico de acordo com sua necessidade. É possível visualizar o que cada sensor está "vendo" e assim escolher como vai tirar a foto mais perfeita, seja combinando os três sensores, seja usando-os individualmente.

Um novo recurso que chega com a câmera do 11 Pro é o chamado Deep Fusion, que usa machine learning para registrar imagens com riqueza ainda maior de detalhes em qualquer condição de luminosidade. Antes mesmo de você bater a foto, o recurso já tira 9 imagens sequenciais, as analisa e faz a combinação, pixel por pixel, para gerar uma única imagem final de altíssima qualidade. Quanto a vídeos, a câmera tripla filma em 4K a 60 quadros por segundo — cada um dos sensores tem essa capacidade individualmente também. E quanto à câmera frontal? Ela também traz 12 MP para selfies, e o FaceID aqui funciona em uma abertura angular ainda maior.

O iPhone 11 Pro custa a partir de US$ 999, enquanto o 11 Pro Max custa a partir de US$ 1.099, com as pré-vendas começando nesta sexta-feira (13), e envios acontecendo a partir do dia 20. Ainda, o preço dos iPhones anteriores caiu: o iPhone 8 agora custa US$ 449 e o iPhone XR a partir de US$ 599.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.