Publicidade

Review Galaxy Tab S8 Ultra | Gigante com ótimo desempenho

Por| Editado por Léo Müller | 23 de Março de 2023 às 16h49

Link copiado!

Review Galaxy Tab S8 Ultra | Gigante com ótimo desempenho
Review Galaxy Tab S8 Ultra | Gigante com ótimo desempenho

A linha Galaxy Tab S8 já está no mercado há um ano e conta com os tablets mais avançados da Samsung — ou até mesmo dentro do universo Android — na atualidade. O modelo mais avançado da série é o Galaxy Tab S8 Ultra que, além de um chip de alto desempenho, também conta com uma tela gigante com ótima qualidade de exibição.

O modelo se destaca pela boa performance e tem como proposta alcançar um público que quer um tablet completo, que permita realizar qualquer tarefa oferecida por um dispositivo Android sem preocupações.

Mas será que ele é realmente bom no dia-a-dia. Eu testei o Galaxy Tab S8 Ultra, e agora trago aqui a minha experiência com o dispositivo. Caso se interesse pelo tablet, deixarei links seguros para compra, mas você sempre pode acessar o Canaltech Ofertas para ficar de olho nas principais promoções.

Continua após a publicidade

🛒Encontre o Galaxy Tab S8 Ultra no Zoom

🛒Encontre o Galaxy Tab S8 Ultra no Magazine Luiza

🛒Encontre o Galaxy Tab S8 Ultra na Amazon

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Design e construção

  • Dimensões: 326,4 x 208,6 x 5,5 mm
  • Peso: 728 gramas

O Galaxy Tab S8 Ultra conta com um design bem premium, com acabamento em metal na traseira e nas laterais e proteção Gorilla Glass 5 para a tela. Ele também é ultra-fino, o que o torna ainda mais bonito. Como efeito de comparação, ele tem a espessura inferior à da maioria dos celulares. Coloquei lado a lado com um Galaxy S23 Plus, e a diferença fica nítida.

Apesar da construção mais robusta e do seu tamanho avantajado, ele não é tão pesado quanto eu imaginava. O aparelho é cerca de 40 gramas mais pesado do que o iPad Pro, que é relativamente menor e possui o mesmo acabamento nas laterais e traseira.

Continua após a publicidade

Pela primeira vez em um tablet da Samsung, a tela é cortada por um entalhe alongado, que dá espaço para a dupla de lentes frontais. A posição, no entanto, é na lateral mais comprida, para favorecer as videochamadas quando o dispositivo está no modo paisagem.

O posicionamento das teclas e dos conectores segue o mesmo padrão adotado nos celulares da marca: botões de volume e energia na lateral direita e entrada UBS-C para carregamento na parte inferior. Já o conector magnético para teclado fica na lateral esquerda.

Tela

Continua após a publicidade
  • Tamanho: 14,6 polegadas
  • Resolução: 1848 x 2960 pixels
  • Taxa de atualização 120 Hz

A qualidade do display do Galaxy Tab S8 Ultra é muito boa — exatamente o que se espera de um tablet dessa categoria. Ele oferece um bom nível de definição, com cores bem realistas e uma alta resolução.

A taxa de atualização é variável, indo até 120 Hz, e é ajustada automaticamente de acordo com o conteúdo em exibição. Em jogos, ela vai ao máximo e garante uma experiência extremamente fluida, com uma taxa de quadros bem alta — de acordo com o que é permitido pelo game.

Continua após a publicidade

A tecnologia adotada no painel é a Super AMOLED — a qual já estamos acostumados a ver na maioria dos celulares da sul-coreana. Ela oferece um ótimo contraste, com um tom de preto bem intenso.

Configuração e desempenho

  • Chipset: Snapdragon 8 Gen 1 (Frequência máxima de 3 GHz)
  • Memória: 8 GB, 12 GB ou 16 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB, 256 GB ou 512 GB

O desempenho do Galaxy Tab S8 Ultra é digno de bastante elogios. O tablet consegue realizar com agilidade praticamente qualquer tarefa disponível para ele. A execução de apps e jogos também é bem satisfatória, graças ao chipset de alto desempenho.

Continua após a publicidade

A quantidade mínima de memória RAM é de 8 GB, que já é o suficiente para abrir apps com bastante agilidade e ainda deixar vários em multi-tarefas ou em segundo plano. No entanto, há versões de até 16 GB e a unidade que recebi para testes foi essa.

Aqui, eu deixei vários aplicativos abertos o tempo todo e usei bastante o tablet para trabalhar e, mesmo após horas em repouso — geralmente de um dia para o outro — os apps ainda estavam abertos e carregados do jeito que deixei.

Eu só notei alguns travamentos e congelamentos durante o uso do tablet, principalmente no modo DeX — do qual falarei melhor mais para frente. No entanto, acredito que essa falha seja relacionada ao software, não ao hardware, então uma atualização do sistema operacional ou de correção pode melhorar este aspecto.

Eu não joguei muito com ele, mas executei alguns títulos para testes, como Asphalt 9, e o desempenho foi muito bom. Tudo foi executado com bastante agilidade e sem apresentar qualquer tipo de travamento ou lentidão.

Continua após a publicidade

No nosso teste de desempenho padrão, ele atingiu a marca de 1.883 e 8.108 pontos nos testes Wild Life Extreme Unlimited e Wild Life Unlimited — marca inferior a praticamente qualquer iPad Pro lançado nos últimos anos, mas superior ao iPad Air de 2021 e ao iPad da 10ª geração, lançado no final do ano passado.

Já no Geekbench 6, o desempenho foi de 1.663 na análise single-core e 3.426 no teste multi-core — desempenho que ficou abaixo do iPad da 10ª geração no Geekbench 5.

Continua após a publicidade

Usabilidade

O Galaxy Tab S8 Ultra é um tablet ótimo para quem quer usá-lo para estudos ou trabalho. Aliado a um teclado e mouse — ou trackpad — ele é um grande quebra-galho. A presença do modo DeX, que simula a interface de um desktop, torna a experiência ainda melhor. Eu já falei especificamente sobre isso, contando se dá para usar o Galaxy Tab S8 como computador, então vale a pena checar.

De qualquer forma, adianto aqui que a experiência no geral é boa, apesar de alguns problemas e limitações. Eu notei algumas falhas durante a execução da interface, como congelamentos de apps. Quando isso acontecia, bastava fechar a interface DeX e abrir novamente para tudo ao normal, então não é nada tão grave.

Continua após a publicidade

Existe a possibilidade de isso ser corrigido com atualizações, já que parece ser um problema no software. Mas é muito importante nunca comprar um produto de hardware na expectativa de algum problema de software importante para você ser corrigido por atualizações, uma vez que elas podem demorar bastante ou até mesmo nunca chegar.

Câmeras

O Galaxy Tab S8 Ultra conta com duas duplas de câmeras, uma frontal e uma traseira. Na parte da frente, há uma lente principal wide e um ultrawide, ambas com sensores de 12 MP. Já atrás, ele conta com as mesmas lentes, mas os sensores são de 13 MP e 6 MP.

Continua após a publicidade

Por se tratar de um dispositivo que você utilizará mais dentro de casa, as câmeras não são tão potentes quanto as que equipam os celulares topo de linha da marca, mas elas dão conta do recado. As imagens não oferecem tanta nitidez ou resolução e podem apresentar um pouco de pixelização.

De qualquer forma, é possível fazer alguns registros ocasionais ou tirar fotos de documentos, por exemplo. Nestes casos, ela atende muito bem.

Gravação de vídeo

Continua após a publicidade

Com o Galaxy Tab S8 Ultra, é possível gravar vídeos com resolução de até 4K a 30 fps, mas não dá para alterar a taxa de quadros, apenas diminuir a resolução. É uma configuração simples, mas oferece bastante definição para videochamadas, por exemplo, que é mais sua proposta.

Os vídeos ficam com um bom nível de definição, tanto na frontal quanto na traseira, então o tablet não deixará a desejar neste cenário.

Sistema de som

O Galaxy Tab S8 Ultra conta com um sistema de áudio estéreo com quatro saídas de som: são duas na parte superior e duas na inferior — configuração que oferece uma definição sonora, principalmente para assistir a filmes e séries.

Para músicas, ele também dá conta do recado. O volume máximo é bem alto, mas nessa configuração os agudos ficam um pouco estridentes, os graves perdidos e o som geral um pouco abafado, mas nada que atrapalhe tanto a experiência.

Em um volume mais próximo do médio, no entanto, a qualidade fica melhor. Não é um conjunto excelente para músicas, mas dá para ouvir e aproveitar bem o tablet para isso.

Bateria e carregamento

O Galaxy Tab S8 Ultra conta com uma bateria de 11.200 mAh que oferece uma boa autonomia no dia-a-dia. No nosso teste padrão, que consiste no uso de vários apps, redes sociais e jogos por 3 horas e 40 minutos de tela ligada em um período total de 6 horas, ele consumiu 47% da carga — o que é uma boa marca, considerando o tamanho de sua tela. Isso quer dizer que, no mesmo cenário, ele pode chegar a cerca de oito horas de duração total.

Na prática, notei que ele quase chega a um dia de autonomia, desde que seja feito um uso mais moderado. Então, se você pensa em utilizá-lo o dia todo para trabalho, por exemplo, talvez seja necessário colocá-lo para carregar todo dia.

Por falar nisso, o tempo de carregamento é de cerca de duas horas para ir de 0 a 100% — o que é consideravelmente rápido, levando em conta que ele tem mais do dobro de bateria do que a maioria dos celulares. O kit já inclui um carregador e cabo na caixa.

Concorrentes diretos

O principal concorrente do Galaxy Tab S8 Ultra é o iPad Pro, tanto o modelo de 2021 quanto o de 2022, que são equipados com os chips Apple M1 e M2, respectivamente. Esses três modelos são mais indicados para quem busca o máximo que suas fabricantes têm a oferecer, tanto em performance quanto em usabilidade.

Os modelos da Apple se destacam pelo desempenho visivelmente superior. Isso acontece pois eles contam com chips que são desenvolvidos tendo em vista uma performance de computador — que já oferece muito mais velocidade para qualquer tarefa.

Em contrapartida, o modelo da Samsung conta com um display bem maior: são 14,6 polegadas contra 12,9 polegadas do iPad Pro. O Modo DeX da sul-coreana também é uma importante adição para quem quer usar o dispositivo para trabalhar ou estudar, mas o uso de um teclado no iPad também permite que ele seja utilizado dessa forma. Ademais, o iPadOS recebeu uma série de melhorias recentes que deixaram a “experiência desktop” mais agradável.

Por fim, é válido destacar que a faixa de preço dos três é bem alta. O iPad Pro M1 de 12,9 polegadas é vendido por cerca de R$ 11 mil, mesmo valor aproximado do M2, dependendo da oferta. Já o Galaxy Tab S8 Ultra custa por volta de R$ 9 mil a R$10 mil.

Galaxy Tab S8 Ultra: tela gigante e desempenho de sobra

O Galaxy Tab S8 Ultra é o melhor dispositivo para quem busca o máximo em um tablet no universo Android. Ele tem uma ótima combinação de hardware que permite realizar qualquer tarefa sem muito esforço. Em desempenho, só perde para iPad Pro, então certamente não decepcionará se você quiser, de fato, um aparelho com o sistema do Google.

A bateria, apesar de não aguentar um dia inteiro de uso contínuo, ainda dá bastante conta do recado. Levando em consideração o desempenho e o tamanho da tela, a autonomia está de bom tamanho e, se você o utilizar com bastante frequência, só precisará de uma carga adicional antes do fim do dia.

As câmeras são mais fracas, mas não fogem do padrão para um tablet. Para videochamadas, na verdade, elas se mostram bastante eficientes e entregam uma boa resolução.

Por fim, o grande destaque é a presença do Modo DeX, que permite simular uma interface de PC para entregar uma usabilidade mais intuitiva para quem quer trabalhar com um teclado conectado ao dispositivo. Infelizmente, ele não estava totalmente fluido no momento em que testei o aparelho. Mas, se isso não for essencial para o seu padrão de uso, o dispositivo da Samsung é a melhor opção que você tem em um tablet Android no momento.

🛒Encontre o Galaxy Tab S8 Ultra no Zoom

🛒Encontre o Galaxy Tab S8 Ultra no Magazine Luiza

🛒Encontre o Galaxy Tab S8 Ultra na Amazon