Publicidade

Review Aiwa Boombox AWS-BBS-02 | Caixa de som compacta e resistente

Por| Editado por Léo Müller | 14 de Fevereiro de 2024 às 15h18

Link copiado!

Review Aiwa Boombox AWS-BBS-02 | Caixa de som compacta e resistente
Review Aiwa Boombox AWS-BBS-02 | Caixa de som compacta e resistente
Aiwa Boombox AWS-BBS-02

A Aiwa Boombox AWS-BBS-02 é mais uma opção de caixa de som Bluetooth com características de modelo intermediário. Ela promete um som potente de 50 W, iluminação rítmica e proteção contra jatos de água. Mas será que ela é boa? Após testar o produto, confira a minha opinião nesta análise completa. 

Continua após a publicidade

Design e construção

O design da Aiwa Boombox AWS-BBS-02 é construído em plástico e o seu formato lembra as caixas de som da linha LG Xboom Go: retangular com uma tela metalizada na parte frontal.

Ainda na frente, o aparelho possui iluminação em LED com 7 modos de funcionamento, sendo um deles adaptado às batidas da música. No topo, estão os botões de controle da caixa Bluetooth, além do suporte de mão para carregá-la.

Continua após a publicidade

Em complemento, a Boombox AWS-BBS-02 possui alça de transporte removível, facilitando ainda mais o transporte do produto, parecendo uma bolsa. O dispositivo também tem mais dois acessórios em seu pacote: o cabo USB-C para carregamento e um cabo auxiliar.

No verso da caixa de som, encontramos as entradas USB-A para conexão de pendrive e outras mídias externas, USB-C para recarga e outra P2, para fones de ouvido. Um ponto positivo do produto é a certificação IPX5, garantindo a proteção contra jatos de água.

Continua após a publicidade

Qualidade de som

A qualidade de som da Aiwa Boombox AWS-BBS-02 é um dos seus maiores pontos negativos, o que é uma pena. Afinal, há poucos diferenciais que uma caixa Bluetooth podem oferecer, e o áudio deveria ser o seu principal destaque. 

A caixa de som tem 50 W RMS de potência e, mesmo assim, não alcança o patamar de outros modelos da sua categoria. As frequências também não destacam: os graves vão se perdendo enquanto aumenta o volume, os agudos são perdidos nos alto-falantes, e os médios são quase apagados pelo excesso de ruído gerado na caixa.

Continua após a publicidade

Ao testar ouvindo a música “Summer in New York”, da Sofi Tukker, pensei que a distorção era causada pelo aspecto sonoro da canção, mas o problema persistiu ao diversificar os ritmos.

Em “Love So Soft”, da Kelly Clarkson, existem muitos momentos em que os agudos são explorados, mas a caixa de som da Aiwa não valorizou esses momentos, reproduzindo um som extremamente abafado e distorcido — parecia que a cantora estava em uma ligação telefônica.

Continua após a publicidade

Formas de uso

Assim como grande parte dos modelos médios, a Aiwa Boombox AWS-BBS-02 tem modo TWS. Com isso, é possível parear mais de uma caixa de som simultaneamente, caso sejam do mesmo modelo. 

Sua conexão é Bluetooth 5.0, mas, apesar de não ser tão antiga, poderia ser uma versão mais atualizada. Afinal, isso limita o alcance da caixa em relação ao celular conectado nela. Por este motivo, só é possível parear com estabilidade a uma distância de até 10 metros. 

Bateria

Continua após a publicidade

A bateria da Boombox AWS-BBS-02 é de 3.000 mAh, com a promessa da Aiwa de até 4 horas de uso considerando volume em 50% e as luzes ligadas. No uso prático, o produto se distanciou consideravelmente desta média, alcançando mais de 8 horas de uso contínuo.

Concorrentes diretos

Continua após a publicidade

A JBL Xtreme 3 é a melhor alternativa à Aiwa Boombox AWS-BBS-02. O produto da empresa norte-americana tem uma construção mais diferenciada, pois seu corpo é todo em nylon sintético. 

Além disso, os graves presentes na Xtreme 3 são robustos e marcantes, além de maior nitidez para médios e agudos. No entanto, o seu preço, superior a R$ 1.200, faz ela ser duas vezes mais cara do que o modelo da Aiwa — mas a qualidade superior se justifica.

Continua após a publicidade

A Aiwa Boombox AWS-BBS-02 vale a pena?

A Aiwa Boombox AWS-BBS-02 não vale a pena. Considerando o seu objetivo principal, que é reproduzir o áudio com qualidade e potência, é notório que o produto fica aquém das expectativas. O excesso de distorção no áudio torna o uso incômodo, principalmente para festas em ambientes menores.

Em um mercado no qual há alternativas mais atrativas, não há motivos que justifiquem a compra deste produto. Na minha opinião, é melhor ter a JBL Xtreme 3 gastando R$ 600 a mais, mas com a garantia de comprar um produto muito melhor.

Continua após a publicidade