Site de streaming de animes é derrubado após intimação judicial por pirataria

Site de streaming de animes é derrubado após intimação judicial por pirataria

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 15 de Julho de 2021 às 08h00
Reprodução/Toei Animation, Netflix

Um dos maiores sites de streaming ilegais de animes fechou as portas do dia para a noite. Sem qualquer aviso prévio a seus usuários, o 4Anime encerrou suas atividades na última segunda-feira (12), deixando muitos usuários na mão — inclusive muitos brasileiros. E a razão para isso não poderia ser outra além da velha disputa por direitos autorais e combate à pirataria.

Em um comunicado que passou a ser exibido na página após o fim das atividades, os responsáveis lamentam o fim repentino dos trabalhos, mas não entram em detalhes sobre o que aconteceu. “Por causa de certas circunstâncias, nós tivemos que fechar o site”, diz a nota, que ainda diz que todos os vídeos e demais conteúdos hospedados no servidor foram deletados. “E nós encorajamos vocês a também apoiarem a indústria assistindo por alternativas legais”.

Anime Attack on Titan era umdos mais populares no serviço tirado do ar (Image: Divulgação/Koei Tecmo)

De acordo com o TorrentFreak, o encerramento do 4anime e a nota de despedida sugerem que o fim da página pode estar relacionada a algum tipo de pressão legal por parte das empresas que possuem o direito das obras disponibilizadas ilegalmente. 

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

E isso tudo coincide com uma intimação feita pela corte federal do estado norte-americano de Michigan, que exigia que o serviço de hospedagem Cloudflare fornecesse informações relacionadas aos proprietários do 4anime a pedido de um grupo identificado como Legacy Rights. Na ordem judicial, a empresa deveria fornecer dados como nomes, endereços, e-mails, IPs e até mesmo registros de pagamento — tudo o que pudesse ajudar a identificar e localizar os responsáveis pela página.

Não se sabe se o serviço de hospedagem forneceu esses dados, mas o fato é que a intimação foi decretada no último dia 5 de julho e, poucos dias depois, o site de animes ficou fora do ar.

Enquanto isso, os usuários da página foram às redes sociais reclamar do ocorrido e sobre não saber onde assistir aos seus animes. Embora não haja números oficiais, a estimativa era que milhões de usuários acessavam o 4anime todos os meses.

Fonte: Torrent Freak

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.