Xilinx será a nova fornecedora de chips programáveis da Microsoft

Por Rafael Rodrigues da Silva | 02 de Novembro de 2018 às 13h34
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Uma mudança no fornecimento de uma das maiores empresas do mundo agitou o mercado da Bolsa de Valores nesta semana: segundo fontes internas da Microsoft, a Xilinx Inc. será a nova fornecedora de chips para os computadores da Azure, substituindo a Intel no fornecimento desses equipamentos.

Conhecida por produzir chips programáveis que tem sido cada vez mais usados em data centers, a Microsoft irá utilizar os componentes da marca como coprocessadores em mais da metade de seus servidores em nuvem, que até então só utilizava processadores da linha Altera da Intel.

Utilizados anteriormente apenas em centrais de telefonia celular, os chips programáveis tem sido cada vez mais procurados desde o advento da tecnologia em nuvem, pois a adaptabilidade deles permitem que sejam utilizados como coprocessadores para acelerar algumas funções do servidor e diminuir a carga de trabalho do processador principal.

Perguntados sobre o negócio, a Xilinx se negou a comentar, enquanto um porta-voz da Microsoft declarou que não ocorreu nenhuma mudança nos fornecedores de infraestrutura da empresa, mas a fonte que revelou essa informação garante que o negócio já está fechado e deverá ser anunciado dentro das próximas semanas.

Relativamente nova no mercado de chips programáveis, a Xilinx tem tentado achar seu espaço nesse nicho de componentes para data center, que tem crescido bastante nos últimos anos por conta das tecnologias de nuvem.

A notícia sobre o fornecimento para Microsoft, mesmo que sem confirmação oficial de ambas as empresas, fez com que as ações da Xilinx aumentassem 4,7% nesta terça-feira, fazendo com que o acumulado do ano mostre um crescimento de 22% dela no mercado.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.