Slack passa a valer US$ 5,1 bilhões após nova rodada de investimentos

Por Redação | 18 de Setembro de 2017 às 11h03

A companhia de software Slack anunciou a arrecadação de US$ 250 milhões em sua mais recente rodada de financiamento que incluiu o aporte de vários investidores, incluindo o investimento da SoftBank Group. Com isso, a empresa passa a ser avaliada em US$ 5,1 bilhões e se torna uma das que mais arrecadaram fundos para financiamento, totalizando US$ 841 milhões. O Slack é um serviço de mensagens e compartilhamento de arquivos e documentos voltado para ambientes de trabalho, sendo o negócio corporativo o foco da empresa.

A última rodada de investimentos levantou fundos para que o Slack possa contar com maior reserva de caixa e se tornar menos dependente de financiamento externo, conforme explicou o CEO da empresa Stewart Butterfield. Anteriormente, a companhia levantou recursos através de fundos de investimento de riscos, como GGV Capital, Spark Capital, Thrive Capital, entre outros. O dinheiro levantado também servirá para auxiliar no processo de expansão do negócio, que está visando o mercado asiático, em especial o Japão. No início do mês, a empresa já havia anunciado a expansão do serviço em alemão, francês, japonês e espanhol.

O Slack conta atualmente com uma taxa de crescimento anual de 100% e tem receitas de US$ 200 milhões, o que torna a companhia muito atrativa para investidores que desejam retorno rápido e com menor risco possível. Butterfield afirmou que é "quase uma certeza absoluta" que o o Slack irá abrir seu capital, mas isso não deve acontecer antes de 2018. "Se fosse há dez anos já teríamos aberto o capital", assumiu o CEO.

O financiamento do Slack mostra uma tendência que vem se repetindo entre as empresas de tecnologia. No segundo trimestre deste ano, houve 34 negócios envolvendo mais de US$ 100 milhões em financiamentos de capital de risco. O número é quase o triplo das 12 transações realizadas no primeiro trimestre, de acordo com a empresa de dados PitchBook. No segundo trimestre foram investidos US$ 15,7 bilhões por meio destes investimentos, um aumento de 27% em relação ao primeiro trimestre do ano.

Fonte: Financial Times

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.