MovilePay | Fintech do mesmo grupo do iFood vai oferecer crédito a restaurantes

MovilePay | Fintech do mesmo grupo do iFood vai oferecer crédito a restaurantes

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 23 de Agosto de 2021 às 22h30
iFood

Com a captação de R$ 180 milhões por meio de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), a MovilePay quer fortalecer o desenvolvimento dos restaurantes parceiros do iFood e auxiliar na retomada do setor na economia brasileira. A ideia é usar os recursos para oferecer crédito a esses estabelecimentos.

Daniel Bergman, CEO da MovilePay, diz que a empresa tem acompanhado as dificuldades dos donos de restaurantes para manter seu negócio nesse período de pandemia. “Nosso objetivo é fortalecer de forma segura, rápida e menos burocrática o acesso desses comerciantes a um auxílio financeiro", explica.

Imagem: Reprodução/Unsplash/Vinicius Amano

O anúncio vem depois do aporte de R$ 1 bilhão recebido pelo Grupo Movile no início de agosto. Além disso, a companhia lançou, há um mês, o Dinheiro Rápido, que oferece crédito curto sob demanda diretamente na Conta Digital iFood. "Com o lançamento do fundo de investimentos, pretendemos oferecer até quatro vezes mais crédito para que os parceiros possam reerguer seus negócios e ter a certeza de que podem contar conosco para desenvolver a economia local", afirma Bergman.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A MovilePay já auxiliou mais de 10 mil clientes e concedeu mais de R$ 300 milhões em crédito diretamente na Conta Digital iFood. Com a nova modalidade, a MovilePay espera poder levar esse serviço um número maior de restaurantes favorecidos.

O que é o FIDC

O FIDC é um meio de investimento e recebíveis de créditos sem a participação de instituições financeiras tradicionais: o dono de um empreendimento cede o direito de receber algo a ser pago no futuro. Assim, uma empresa que tem crédito a receber o repassa (com desconto) para um fundo de investimento — o FIDC — e suas cotas são oferecidas a investidores. Além de ser um crédito imediato, a modalidade se destaca por não ter cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.