Mercado Livre se torna acionista de empresa dos EUA de anúncios digitais

Mercado Livre se torna acionista de empresa dos EUA de anúncios digitais

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 18 de Agosto de 2021 às 21h30
Mercado Livre/Reprodução

A plataforma argentina de comércio eletrônico Mercado Livre fechou acordo nesta quarta-feira (18) para tornar-se acionista da empresa de publicidade digital norte-americana Aleph Group, avaliada em mais de US$ 2 bilhões (R$ 10,7 bilhões) e que Opera na América Latina por meio da IMS (Internet Media Services).

O acordo prevê para o Mercado Livre uma participação na Aleph no valor de US$ 25 milhões. O gigante de e-commerce deve colaborar com a IMS para monetizar seu espaço publicitário em países onde o Mercado Livre não tem operação local de vendas. A transação deve ser concluída até o final de agosto.

Imagem: Reprodução/vectorjuice/Freepik

"Estamos entusiasmados em apoiar o crescimento de Aleph junto ao ecossistema global de publicidade. Sabemos do enorme potencial e estou confiante de que este investimento estratégico continuará a impulsionar o desenvolvimento da publicidade digital na região", disse Marcos Galperin, CEO e fundador do Mercado Livre.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

"Este é um endosso claro da oportunidade de crescimento que a Aleph tem pela frente ao realizar nossa visão global. A mídia digital tem o poder de desbloquear o desenvolvimento econômico e deve ser experimentada igualmente em todo o mundo", disse Gastón Taratuta, fundador e CEO da Aleph.

A Aleph atua em mais de 90 mercados por todo o mundo e tem parcerias com plataformas como Twitter, Spotify, Snapchat, LinkedIn, TikTok, Facebook, Twitch eTripadvisor. Além do marketplace e comércio de produtos usados, o Mercado Livre tem outros negócios como o Mercado Pago (fintech), Mercado Envios (logística) e Mercado Livre VIS (veículos, imóveis e serviços), entre outros. Em abril, anunciou frete grátis para compras a partir de R$ 79 e passou a aceitar pagamentos via Pix.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.