Intel nega que cancelou produção dos chips de 10 nm

Por Wagner Wakka | 22 de Outubro de 2018 às 18h02
Intel
Tudo sobre

Intel

Saiba tudo sobre Intel

Ver mais

A Intel veio a público confirmar que ainda está produzindo o chip de 10 nm da próxima geração de processadores, chamada de Cannon Lake. Isso porque o site SemiAccurate informou nesta segunda-feira (22) que a empresa estaria matando a produção do chip por conta de problemas internos. O site ainda citou que havia fontes internas que confirmavam o cancelamento.

Por conta disso, o perfil oficial da Intel no Twitter veio confirmar que a empresa ainda está produzindo os processadores. “Os artigos publicados ainda hoje [22] sobre a Intel estar encerrando seu trabalho com processadores de 10 nm não são verdadeiros. Estamos mantendo um bom progresso com os 10 nm. O produto está melhorando consistentemente com a agenda, conforme compartilhamos no último relatório financeiro”, aponta o tweet.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

De fato, no último documento da empresa, de setembro deste ano, a empresa informou que teve uma alta demanda do mercado, o que possibilitou aumentar investimentos no setor de desenvolvimento dos chips de 10 nm.

Tais chips estavam programados para chegar ao mercado em 2016, motivo pelo qual a notícia de que a Intel estaria desistindo do projeto ganhou tanta força. Desde então, já são conhecidos os problemas de desenvolvimento com a próxima geração do Cannon Lake, os quais geraram atrasos na produção do processador.

Além disso, a Intel também informou nesta segunda que vai investir US$ 1 bilhão em fábricas nos Estados Unidos, Irlanda e Israel para suprir a demanda e atender todos os pedidos recentes.

Segundo Bob Swan, CEO da empresa, houve um aumento da demanda por conta de um crescimento da indústria para armazenamento, compartilhamento, análise e processamentos de dados de computação em nuvem e rede. Com isso, a Intel passou a priorizar apenas a chips mais potentes da companhia.

Ainda não há uma data oficial para o lançamento dos chips de 10 nm, mas a expectativa é de que eles cheguem ao mercado já no ano que vem.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.