Huawei vai construir uma fábrica em São Paulo. Sim e não...

Por Rafael Arbulu | 09 de Agosto de 2019 às 18h45
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

Na manhã de hoje (9), o governador de São Paulo, João Dória, afirmou que a chinesa Huawei já teria se comprometido a investir cerca de US$ 800 milhões na implantação de uma fábrica no estado. Dória, que está em viagem pela China, disse que o valor descrito acima seria direcionado ao Brasil pela empresa, em um processo que duraria três anos e faria parte de uma expansão da chinesa pela América Latina.

No entanto, na tarde desta sexta-feira (9) o site da revista Exame, baseado em um comunicado emitido pela Huawei, divulgou uma notícia afirmando que embora esteja, de fato, conduzindo estudos para tal ação, o projeto ainda depende do bom desempenho das operações da companhia no varejo. A Huawei retornou ao Brasil com as vendas de smartphones em abril deste ano.

Confira abaixo o comunicado enviado pela empresa:

“A Huawei está no país há 21 anos, sempre presente na transformação digital do Brasil, do 2G até o 4.5G. E agora, na era do 5G, não será diferente. A empresa está animada com as oportunidades no cenário brasileiro e, conforme o desenvolvimento da performance da operação dos smartphones da Huawei no mercado local, considera instalar uma fábrica em São Paulo em um futuro próximo. Mais detalhes serão divulgados em momento oportuno”.

Ainda não: ao contrário do que apontou o governador de SP, a Huawei ainda não deve implantar fábrica no estado

Além disso, ainda segundo a EXAME, a Huawei também desmentiu a duração do projeto, estipulado em três anos pelas afirmações do governador, bem como os US$ 800 milhões que seriam investidos ao longo dos três anos que ele anunciara para levantar a unidade. Para completar, a empresa teria afirmado à publicação que ainda avalia o contexto do mercado internacional, em especial a sua guerra contra o governo dos Estados Unidos. Recentemente, o presidente dos EUA, Donald Trump, voltou atrás em sua leniência à Huawei e tornou a afirmar que as empresas americanas não farão negócio com a chinesa. Com base nisso, a companhia disse que seria “imprudente” se comprometer com qualquer data ou prazo.

Resumindo: ainda seria cedo para dizer se a segunda maior fabricante de smartphones do mundo vai, de fato, instalar um chão de fábrica em São Paulo ou qualquer outro estado, correto? Bem, isso vai depender da forma como você avalia o comunicado da Huawei divulgado acima.

Isso porque o Canaltech conversou com fontes da fabricante chinesa no Brasil, que afirmaram que, em nenhum momento, a Huawei desmentiu o governador João Dória. Ainda que o desenvolvimento da operação de smartphones no país esteja sob análise, é possível avaliar também que a frase "mais detalhes serão divulgados no momento oportuno", presente no comunicado, sinalize que os planos de abrir a fábrica por aqui já estejam em estágios mais avançados, não?

Tudo depende do contexto que você quer inserir uma palavra pincelada no meio do texto.

Enfim, de qualquer forma, por ora, os produtos da Huawei podem ser adquiridos pelos canais varejistas e grandes magazines.A seguir, cenas do próximo capítulo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.