HTC anuncia venda de parte de suas operações para a Google por US$ 1,1 bilhão

Por Redação | 21 de Setembro de 2017 às 10h23

Conforme diziam rumores recentes, a HTC anunciou na manhã desta quinta-feira (21) a aquisição de parte de seus negócios pela Google. O acordo foi fechado sob o valor de US$ 1,1 bilhão.

Porém, diferentemente do esperado, a compra de parte da HTC inclui apenas uma fatia da segmentação de aparelhos móveis, e não de toda a divisão, bem como o direito ao licenciamento de patentes de forma não exclusiva da fabricante.

Com isso, a Google passa a ter acesso à equipe de pesquisadores da companhia taiwanesa, incluindo funcionários da área de design e engenharia de smartphones, para realizar o desenvolvimento dos próximos smartphones da marca Pixel, bem como em outros produtos tecnológicos.

A HTC, por sua vez, reiterou que continuará a fabricar e lançar seus próprios smartphones, e que já está trabalhando em um novo aparelho de sua linha principal para prosseguir com o relativo sucesso de vendas do U11. Além disso, também foi informado que a empresa continuará a expandir seus negócios com o headset de realidade virtual Vive, considerado por muitos o melhor equipamento da categoria na atualidade. Confira abaixo alguns trechos do pronunciamento da HTC:

"Este acordo também suporta a estratégia de smartphone da permanência da marca da HTC, permitindo um portfólio de produtos mais racionalizado, maior eficiência operacional e flexibilidade financeira. A HTC continuará a ter o melhor talento de engenharia da categoria, que atualmente está trabalhando no próximo telefone principal, após o lançamento bem-sucedido do HTC U11 no início deste ano."

"A HTC também continuará a construir o ecossistema de realidade virtual para expandir o seu negócio da Vive, investindo em outras tecnologias de próxima geração, incluindo a Internet das Coisas, a realidade aumentada e a inteligência artificial."

"Estamos muito entusiasmados com o que podemos fazer com este acordo nos próximos 5, 10, 20 anos", disse Rick Osterloh, vice-presidente de aparelhos móveis da Google, ao site TechCrunch.

"Ganhar no longo prazo é o motivo de assinamos este acordo com a HTC", complementou Osterloh.

Fonte: BGR

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.