Fábrica da Foxconn nos EUA sairá do papel em 2020, diz fundador

Por Wagner Wakka | 23 de Janeiro de 2020 às 22h10
The NY Post
Tudo sobre

Foxconn

Saiba tudo sobre Foxconn

Ver mais

A fábrica norte-americana da Foxconn, uma das principais montadoras e fornecedoras de componentes para Apple e outras companhias, deve ser inaugurada em 2020. A previsão teria vindo do próprio fundador da empresa, Terry Gou, durante a festa de fim de ano da companhia em Taipei. Desde 2018, a fabricante enfrenta entraves para entrar no país.

“Espero que vários colegas da Hon Hai [razão social da Foxconn] possam ir trabalhar nos EUA para ajudar a alavancar a produção norte-americana e construir uma cadeia de fornecedores”, Gou taria dito a funcionários.

A informação foi descoberta pelo Bloomberg. Apesar disso, o fundador ainda foi vago sobre cronogramas, sem data específica para a inauguração. O projeto tem investimentos de US$ 10 bilhões, sendo que última estimativa era de início de funcionamento em julho deste ano.

A projeção é de que a empresa dê emprego para 13 mil pessoas na fábrica norte-americana até 2032. A Foxconn já recebeu US$ 4 bilhões em incentivos, mas ela não contratou o número esperado para isso. Em 2018, foram 156 pessoas contra 260 estimadas, e 2019 foram somente 520. Com isso, a previsão é de que ela inicie suas operações neste ano com pelo menos 1.500 postos de trabalho.

O projeto previa um espaço de 1.8 milhões de metros quadrados, mas, depois, foi reduzido para um vigésimo disso. Localizado na região de Wisconsin, a fábrica deve produzir painéis de LCD.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.