Elon Musk afirma que Tesla foi sabotada por um funcionário

Por Natalie Rosa | 19 de Junho de 2018 às 10h05
Tudo sobre

Tesla

O CEO da Tesla, Elon Musk, afirma ter sido vítima de sabotagem. Segundo informações da CNBC, o executivo enviou um e-mail a todos os seus funcionários avisando que um de seus colaboradores foi descoberto cometendo práticas ilegais nos sistemas de operação da montadora.

Musk explica que entre as ações estavam "alterações diretas no código do sistema operacional", feitas com nomes de usuários falsos, envolvendo ainda a exportação de grandes quantidades de dados altamente sigilosos da Tesla para terceiros, que não foram identificados.

Além do desligamento, ainda não se sabe quais serão as medidas legais tomadas contra o ex-funcionário. Musk acredita que a sabotagem não deve ter sido causada por apenas uma pessoa, e que esse ex-funcionário agiu por "vingança" por não ter recebido uma promoção.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O executivo diz que vendedores de óleo e gás de Wall Street querem "ver a Tesla morrer", mas mesmo assim ainda não há provas do envolvimento de terceiros.

Enquanto o caso é investigado, Musk pediu em seu e-mail que os funcionários fiquem atentos, principalmente nas semanas que estão por vir, quando a companhia aumentará suas taxas de produção para 5 mil carros por semana "É quando as forças externas têm a motivação mais forte para nos impedir", diz o e executivo.

Musk também pede que comportamentos suspeitos sejam denunciados, pois o caso será tratado de forma confidencial.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.