Comcast deve desistir da Fox e focar suas ofertas na Sky, aponta site

Por Wagner Wakka | 17 de Julho de 2018 às 19h45

A novela para a compra da Fox parece estar chegando ao fim. Segundo informações de fontes da CNBC, a Comcast não está interessada em aumentar a oferta da Disney pela compra das áreas de vídeo e televisão da Twenty-First Century Fox.

Recentemente, a Disney aumentou a sua oferta para US$ 71 bilhões contra os US$ 65 bilhões da Comcast. Dessa forma, esta última empresa teria desistido de uma nova proposta tão alta para a compra da Fox.

O motivo principal, entretanto, não parece ser a negociação nos Estados Unidos. A Comcast também está de olho na aquisição da Sky, no Reino Unido. A empresa norte-americana compete com a própria Fox a compra dos canais de TV da britânica.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As negociação teriam ficado ainda mais acirradas na Europa depois que a Fox aumentou a sua oferta pela Sky para US$ 32,5 bilhões. Ainda, a empresa americana já detém 39% das ações da companhia britânica o que exigiria somente a compra dos outros 12% para controle da Sky.

Mesmo assim, a Comcast se mantém na negociação e aumentou a sua oferta para US$ 34 bilhões. Atualmente, a Sky está avaliada em US$ 32 bilhões.

Legislação

Além da negociação na Europa outro fator teria feito a Comcast dar um tempo para a aquisição da Fox. Recentemente, o governo norte-americano recorreu a uma decisão que permitiu que a AT&T desse segmento para a compra da Time Warner.

Em junho deste ano, a corte decidiu aceitar a negociação de US$ 85 bilhões entre as duas, alegando que a fusão seria vertical, de forma que as empresas apresentavam produtos complementares.

Esta nova ação do governo em recorrer pela decisão da corte dos Estados Unidos teria criado uma sensação de insegurança nos executivos da Comcast, uma vez que a empresa poderia ser ver exatamente no mesmo cenário com a Fox.

Outra questão para os olhos da Comcast se voltarem para a negociação britânica teria sido um acordo regulatório de que quaisquer aumentos de débito financeiro da Fox deveria passar pelo consentimento da Disney, motivando a Fox a não aumentar a oferta sobre a Sky.

Ainda, a fusão entre Fox e Sky pode ferir a pluralidade de mídia no Reino Unido. Rupert Murdoch, dono da Fox, já detém os jornais The Sun e o The Times na região. A solução da Fox para este problema seria a venda de algumas emissoras como a Sky News para a Disney, motivo pelo qual há o acordo de consentimento entre as duas. A questão, entretanto, se manteria, caso a gigante do entretenimento compre a Fox nos Estados Unidos.

Vale lembrar que a CNBC faz parte do grupo de empresas da Comcast, o que fortalece os rumores apontados pelo veículo.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.