MWC 2018 | Galaxy S9 e S9+ são lançados com visual familiar câmera melhorada

Por André Fogaça | 25 de Fevereiro de 2018 às 14h00
TUDO SOBRE

Galaxy S9 Plus

Diferente da geração anterior, a Samsung apresentou os novos modelos da linha S em Barcelona, durante o Mobile World Congress de 2018. Seguindo quase todos os rumores, os Galaxy S9 e S9 Plus continuam com visual do S8, melhoram pouca coisa do hardware, mas focam em entretenimento e câmera.

Refinamento no que deu certo

O Galaxy S8 foi uma mudança bastante agradável para a Samsung. Acertou em vários pontos, introduziu telas imensas e errou em alguns, com um peso forte para a posição ingrata do leitor de impressões digitais. Agora, tanto o Galaxy S9 como o S9 Plus seguem quase que o mesmo caminho.

Visual do Galaxy S9 é semelhante ao S8 (Foto: André Fogaça/Canaltech)

Eles continuam com tela de 18.5:9, no mesmo tamanho de 5.8 polegadas para o S9 e 6.2 para o S9 Plus, mas o aproveitamento da frente aumentou - já que os novos modelos são 1,4 milímetros menores do que o S8. As primeiras mudanças começam justamente perto da tela, mais precisamente no alto-falante. O som agora não sai apenas de um lado, mas sim das duas caixas do smartphone e promovem mais envolvimento, com ajuda da AKG (que a Samsung comprou recentemente) para deixar a qualidade sonora superior. Segundo a Samsung, o volume total dos novos Galaxy S é 1.8 vezes superior ao que o S8 conseguia com sua única caixa. Além disso, o conteúdo do S9 poderá ser reproduzido com ajuda de tecnologia da Dolby Atmos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ainda na tela, mas pro lado do software, a Samsung agora permite que toda a interface do Android gire junto da orientação do aparelho. Algo parecido com o que a variante Plus dos iPhones mais recentes permite. Até o momento, até o S8, é possível apenas colocar apps no modo de paisagem, não todo o Android.

Finalizando a parte externa, temos o leitor de impressões digitais em um local muito mais agradável do que no S8. Agora ele está exatamente no mesmo local que o A8 colocou: abaixo da lente, não do lado. Ainda não é a melhor posição e nem mesmo a mais confortável, mas faz bem para a solução do maior problema dos Galaxy S da geração anterior.

O S9 Plus tem duas câmeras na traseira, uma por cima da outra e, por isso, o leitor biométrico dele fica mais acessível, mais pra baixo do que o do S9.

Ainda sobre o hardware, os dois novos aparelhos contam com processador Snapdragon 845, 4 GB de memória RAM para o S9 e 6 GB para o S9 Plus, opções entre 64, 128 e 256 GB de armazenamento, junto de baterias que são de 3.000mAh para o S9 e 3.500mAh para o S9 Plus.

Foco na Bixby

O Galaxy S9 que estava disponível no lançamento já apresentava a versão 8.0 do Android, de fábrica. Algo esperado, já que todos os grandes lançamentos da Samsung acompanham a versão mais recente do sistema operacional móvel do Google. A interface é basicamente a mesma do S8, com mudanças quase que imperceptíveis. A Bixby ainda continua com botão dedicado para ela, ainda está no canto direito da interface e agora é mais esperta.

Ela permite que você traduza outro idioma em tempo real (são 107 idiomas suportados), direto da câmera do Bixby Vision. Mostra informações em um modo de realidade aumentada, como dados sobre o ponto turístico que você está. Por fim, é capaz de dar até detalhes da comida que a câmera está vendo. Como a quantidade de calorias de uma fruta, ou de um doce. Tudo só de apontar para o objeto e a Bixby reconhecer o que é.

Câmera no plural

Os novos Galaxy S inauguram duas câmeras para sua linha, mas infelizmente é uma exclusividade da versão Plus - algo que a Apple faz nos iPhones. O S9 vem com 12 megapixels na traseira e o S9 vem com duas lentes de mesma resolução. Além disso, as lentes agora podem trabalhar com abertura variável, que vai de incríveis f/1.5 (a maior abertura do mercado) até f/2.4. O objetivo é adaptar a abertura ao ambiente, para evitar que uma lente muito clara, com abertura de f/1.5, acabe deixando entrar luz demais cenas já bem iluminadas. O próprio app de câmera identifica o horário, o local e a quantidade de luz para ajustar a abertura e impedir que imagens fiquem muito estouradas. A Samsung ainda comparou a nova abertura dos S9 ao S8, garantindo que entra 28% mais luz nos novos modelos.

Leitor de impressões digitais está em novo local (Foto: André Fogaça/Canaltech)

Assim como no Note 8, as duas lentes do S9 Plus permitem o modo de foco dinâmico, conhecido também como modo retrato. O que surpreendeu foi que o S9, com apenas uma lente, também faz isso. Ele não é tão inteligente como o Pixel 2 e faz o modo de foco dinâmico ao tirar várias fotos em ajustes de foco diferentes, aplicando o fundo embaçado no processo.

Isso faz com que o app de câmera te obrigue a ficar parado por dois ou três segundos, enquanto tudo é feito. O resultado ficou idêntico ao que o S9 Plus conseguiu, só que muito mais demorado. A versão com duas lentes do novo Galaxy faz tudo de forma automática.

Ainda sobre a câmera, agora o smartphone pode filmar em até 960 quadros por segundo. Tudo é feito de uma forma semelhante ao que os Xperias mais potentes da Sony já fazem. A cena é gravada em 30 fps e, em 0.2 segundos, a gravação vai para 960 fps e transforma este tempo em seis segundos inteiros.

Inteligência artificial faz com que um quadrado apareça na tela e, assim que algo passar rápido nele, a captura de super-slow acontece automaticamente. Mas, se você quiser fazer de forma manual, é possível adicionar até 20 partes em 960 quadros por segundo dentro de um só clipe de vídeo.

Galaxy S9 Plus vem com duas câmeras traseiras (Foto: André Fogaça/Canaltech)

Quase animojis

A Samsung começou a sessão prévia para a imprensa com dados sobre emojis, dizendo que são compartilhados cinco bilhões deles por dia (sem dar dados ou fontes sobre esta pesquisa), dando a entender que os animojis chegaram. Mas não foi bem assim.

Ela criou, sim, uma forma de animar objetos com a câmera frontal e o usuário, só que não são emojis. Com nome de AR emoji, o recurso permite que uma versão tridimensional sua seja criada e animada, para depois ser enviada como GIF para qualquer mensageiro ou app que suporte este formato. Dá pra criar animações e salvar como stickers, famosos em apps como o Telegram.

Novo DeX

Junto dos Galaxy novos, a Samsung também trouxe uma versão atualizada para o DeX. Agora o smartphone fica deitado, não mais apoiado e isso garante que a conexão P2 disponível para uma caixa de som ou alto-falante. Além disso, como o smartphone fica deitado, ele pode ser utilizado como um teclado virtual ou touchpad.

Mesmo assim, os Galaxy S9 e S9 Plus são compatíveis com a primeira geração do DeX.

Disponibilidade e preço

O lançamento dos novos smartphones da Samsung está marcado para o dia 16 de março deste ano, com o preço inicial de 841 euros para o S9 e 997 euros para o S9 Plus. O que dá, em conversão direta e sem considerar impostos, R$ 3,3 mil para o S9 e R$ 4 mil para o S9 Plus. Os aparelhos serão lançados nas cores preta, cinza, roxo e azul.

O Canaltech perguntou para a Samsung do Brasil dados sobre o lançamento nacional. Sabemos que ele será lançado em breve (provavelmente em abril, mês em que foi lançado o S8) e, como o histórico de lançamentos recentes, dá pra chutar algo para os próximos dois meses.

O jornalista viajou para Barcelona a convite da Samsung.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.