Bohemian Rhapsody, do Queen, é a canção do século XX mais executada em streaming

Por Rafael Arbulu | 11 de Dezembro de 2018 às 11h28
(Imagem: Divulgação/Universal Music)

A icônica música Bohemian Rhapsody, da lendária banda de rock Queen, é oficialmente a canção do século XX mais reproduzida nos serviços de streaming reconhecidos no mercado. Um levantamento feito pela Universal (que representa os direitos por esta e diversas outras canções da banda) constatou que, somadas as reproduções em todos as plataformas, a música eternizada pela voz de Freddie Mercury ultrapassou a marca de 1,6 bilhão de reproduções.

Brian May, ex-guitarrista do Queen, celebrou a constatação: “Os rios do rock and roll passaram por metamorfoses e viraram correntes! Estou muito feliz que a nossa música ainda está fluindo ao máximo!”. O recente filme sobre a banda, o biópico que leva o nome da música, certamente ajudou na leva da canção para o público mais jovem e mais conectado.

Leia também: Crítica | Bohemian Rhapsody: você dançará o fandango?

Bohemian Rhapsody foi eternizada pelos poderosos vocais de Freddie Mercury, vocalista da banda Queen que faleceu em 24 de novembro de 1991, por decorrência de problemas causados pela AIDS (Imagem: Divulgação/Getty Images)

Lucian Grainge, chairman e CEO da Universal Music, disse: “’Bohemian Rhapsody’ é uma das maiores músicas cantadas por uma das maiores bandas da história. Nós estamos orgulhosos de poder apresentá-la ao mundo mais de quatro décadas após o seu lançamento. Dou os meus parabéns ao Queen e ao [empresário] Jim Beach por uma incrível conquista que serve de testamento para o brilhantismo contínuo da banda”. O grupo vendeu 300 milhões de discos no mundo todo.

Bohemian Rhapsody foi originalmente lançada em 31 de outubro de 1975. Com 43 anos de idade, a canção atingiu algumas conquistas notáveis: foi a primeira música da banda Queen a atingir o top 10 nos rankings dos Estados Unidos, além de liderar os rankings do Reino Unido por nove semanas, algo inédito na época. Mais além, é até hoje a única música a assumir a liderança dos rankings britânicos em duas ocasiões de Natal.

O clipe de Bohemian Rhapsody custou aproximadamente £ 3.500 e foi gravado dentro do espaço de ensaio da banda, por um período de três horas. O vídeo (abaixo) é reconhecido por ser um dos primeiros materiais promocionais de música e banda da história da indústria, e a canção já teve covers de diversos artistas, como Pink, Kanye West, Robbie Williams, a Orquestra Filarmônica Real, Montserrat Caballe, The Muppets e Elton John e Axl Rose.

Fonte: Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.