Vendas de Chromebooks superaram Macs em 2020. E reduzem participação do Windows

Por Rui Maciel | 18 de Fevereiro de 2021 às 15h25
Divulgação/Samsung

Números fornecidos pela consultoria de mercado IDC apontam que, em 2020, os Chromebooks superaram os Macs em vendas globais pela primeira vez na história. E de quebra ainda abocanharam uma participação do Windows no setor.

Os equipamentos que contam o Chrome OS superaram as vendas dos PCs da Apple em três trimestres consecutivos a partir do ano passado - com o crescimento começando no segundo tri. Basicamente, no primeiro timestre de 2020, Apple e o Google estavam virtualmente empatados, com o o Windows tendo 87,5% do mercado, o macOS, 5,8%, e o Chrome OS, 5,3%. Mas no segundo trimestre de 2020, o Windows caiu para 81,7%, o macOS cresceu para 7,6% e o Chrome OS saltou para 10,0%.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Já nos dois últimos trimestres, os notebooks com o sistema operacional do Google abriram vantagem, confirmando a tendência: no terceiro, o Chrome OS teve 11,5% de participação, o MacOS pulou para 8,4% e o Windows caiu mais uma vez, para 78,9%; por fim, no quarto trimestre, o SO do Google cresceu ainda mais, indo para 14,4% de marketshare, com o MacOS perdendo participação e indo para 7,7% e a plataforma da Microsoft descendo mais um pouco, registrando 76,7% no período.

Participação dos Chromebooks ganhou corpo ao longo de 2020 (Imagem: Geekwire)

Vale registrar que os resultados do quarto trimestre chamam mais a atenção, já que é nesse período em que as vendas de PCs tendem a ser maiores. Se em 2019 o Mac OS bateu o Chrome OS sem dificuldades, em 2020 virou o jogo com estilo.

Ainda de forma geral, no ano a ano, o cenário de participação dos sistemas operacionais de PCs ficou assim:

  • Windows: participação diminuiu de 85,4% em 2019 para 80,5% em 2020 - queda de 4,9 pontos;
  • Chrome OS: participação aumento de 6,4% em 2019 para 10,8% em 2020 - crescimento de 4,4 pontos;
  • macOS: participação aumentou de de 6,7% em 2019 para 7,5% em 2020 - acréscimo de 0,8 ponto

Pandemia sustentará o crescimento do mercado de PCs em 2021 (e dos Chromebooks) em 2021? 

Depois de anos em queda, as remessas de PCs cresceram em 2019 e dispararam a partir do segundo trimestre do ano passado. De forma geral, elas chegaram a 302,6 milhões de unidades em 2020, segundo o IDC, um crescimento de 13,1% sobre o ano passado - e que superou a expectativa dos analistas, que esperavam algo em torno de 300 milhões de equipamentos.

Segundo Ryan Reith, vice-presidente de programa do Worldwide Mobile Device Trackers do IDC, a demanda está empurrando o mercado de PCs para a frente e todos os sinais indicam que esse aumento ainda tem um longo caminho a percorrer". Ainda segundo o executivo os motivadores óbvios para o crescimento do ano passado centraram-se no trabalho em casa e nas necessidades de aprendizagem remota, mas a força do mercado de consumo não deve ser esquecida. "Continuamos a ver PCs para jogos e monitoramos as vendas em máximos históricos. Em retrospecto, a pandemia não apenas alimentou a demanda do mercado de PCs, mas também criou oportunidades que resultaram em uma expansão do mercado".

E essa expansão do mercado beneficiou os Chromebooks. Ainda que o uso do sistema operacional viesse crescendo ao longo dos últimos anos, sua adoção era, em sua maioria, restrito às escolas dos EUA. Mas com a pandemia da COVID-19, esse cenário pode ter mudado. "Os dispositivos baseados no Chrome estão expandindo além da educação para o mercado consumidor", apontou Reith,

O fato do Chrome OS ter crescido acima do MacOS por três trimestres consecutivos em 2020 indica ainda uma tendência que deve se manter nos próximos meses. Isso porque o sistema operacional do Google é comercializado em uma gama muito maior de equipamentos (Acer, Samsung, Dell, HP, Assus, Lenovo, etc) e - fator essencial em época de pandemia e desemprego - esses PCs são consideravelmente mais baratos que os da Apple.

O crescimento do Chrome OS levanta ainda outra questão a ser respondida em 2021: ele continuará ganhando mercado abocanhando a participação do Mac OS ou isso vai sobrar para o Windows? É bem provável que o sistema da Microsoft seja a "vítima", uma vez que ele o único a apresentar uma (sensível) queda de marketshare e, no próximo trimestre, sua participação pode cair abaixo dos 80% pela primeira vez em décadas.

Não é por acaso que a Microsoft já anunciou que o Windows 10 - a versão do sistema operacional para tablets e PCs mais simples - será oferecido, inicialmente, em dispositivos de tela única. Afinal, equipamentos de baixo custo são o nicho em que o Chrome OS mais vem crescendo.

Com informações do ZDNet

Fonte: Geekwire  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.