TSMC afirma que escassez de chips deve impactar negócios até 2022

TSMC afirma que escassez de chips deve impactar negócios até 2022

Por Wagner Wakka | Editado por Jones Oliveira | 19 de Abril de 2021 às 09h20
TSMC

A TSMC, um das principais fabricantes de chips do mundo, não tem uma notícia boa sobre a escassez de componentes. A companhia disse à Bloomberg que a situação deve se normalizar somente depois do fim do ano que vem.

“Vamos ver a demanda continuar alta. Em 2023, esperamos poder oferecer mais capacidade para dar suporte para nossos clientes. Até lá, vamos ver a cadeia aliviando somente um pouco”, disse o CEO C.C. Wei.

A fabricante taiwanesa está no mesmo embalo que sua principal concorrente, a Intel. O CEO da companhia norte-americana também sinalizou que "vai demorar alguns anos" para normalizar a oferta.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Essa também é a aposta da TSMC. De acordo com o presidente executivo da companhia, já há espaço e investimento para isso, mas o problema é que novas fábricas não são construídas do dia para a noite. “Adquirimos terreno e equipamento, bem como iniciamos a construção de novas instalações. Também estamos contratando centenas de funcionários e expandindo a nossa capacidade em vários lugares”, disse Wei. No total, a TSMC pretende investir US$ 30 bilhões nesta expansão.

A boa notícia, contudo, vem para o setor de carros. Em entrevista à Bloomberg, o chefão da TSCM disse que espera normalizar a oferta de chips automotivos já no próximo trimestre. Para outros setores, a expectativa é para além do ano que vem.

Fonte: Bloomberg, Washington Post

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.