Nubank contrata ex-executivo da Amazon para ser o seu novo CTO

Por Rui Maciel | 07 de Abril de 2021 às 14h45
Divugação / Nubank

O Nubank anunciou nesta quarta-feira (07) que contratou Matt Swan, que liderou equipes de Engenharia de Software e de Produto em empresas de crescimento exponencial como Amazon e Booking, para ser o seu novo diretor-chefe de Tecnologia (CTO).

Além das gigantes de varejo e de viagens, Swann, com 25 anos de experiência no setor de TI, também tem passagens em cargos de gestão em empresas como Citibank, Oracle e Motorola. Ele sucederá Edward Wible,que voltará a contribuir mais diretamente com a construção dos sistemas e da infraestrutura do Nubank. Ele passa, agora, a ocupar a diretoria de Plataformas Tecnológicas. A fintech afirma que Wible participou ativamente do processo de escolha do novo CTO.

Matt Swan: profissional atuou na área TI de empresas como Amazon, Booking, Citibank, Oracle e Motorola (Foto: Divulgação / Nubank)

Crescimento acelerado

O Nubank afirma que Swann chega à companhia para continuar impondo o ritmo acelerado de crescimento e de inovação que o banco digital vem trilhando nos últimos anos. A empresa soma, hoje, mais de 35 milhões de clientes e, em média, 36 mil pessoas por dia se tornaram clientes da fintech em 2020. Além disso, a fintech informa que o produto de seguro de vida, lançado em dezembro passado, atingiu 100 mil clientes em menos de três meses.

A adoção do Pix pelos clientes também foi enorme - o Nubank afirma responder, hoje, por cerca de 30% do marketshare em número de transferências na plataforma do Banco Central, em um universo com mais de 700 instituições. O banco digital diz também que o número de contas de PJ cresce a uma velocidade acelerada e as possibilidades no mercado de investimentos são inúmeras após a aquisição da Easynvest, feita em setembro do ano passado.

"Tornar-me CTO de uma empresa tão promissora como o Nubank, ainda mais tendo a missão de continuar o fantástico trabalho de um profissional como Ed (Edward Wible, co-fundador do Nubank), foi determinante para minha escolha", declarou Matt Swann, em nota. "A cultura da empresa, fortemente alinhada com o propósito de melhorar a vida financeira de milhões de pessoas, também foi um fator que me atraiu para esta oportunidade".

Também em comunicado, Edward Wible afirma que Swann traz um enorme repertório de experiência em domínios técnicos e uma expertise em desenvolvimento em larga escala que poucos líderes no mundo possuem. "Estou animado em lhe dar as boas-vindas. Tenho certeza que ele vai fortalecer nossa equipe e nos ajudar a seguir crescendo e superando complexidades e desafios que tem aumentado à medida que ampliamos nossa base de clientes e nosso portfólio de produtos", disse o executivo.


Novos rostos globais

Para expandir sua atuação para além das fronteiras brasileiras - hoje, a fintech está presente também na Argentina e México, além de contar com um escritório de engenharia em Berlim - o Nubank tem contratado diversas lideranças globais nos últimos anos. Em maio de 2019, a empresa anunciou a chegada da norte-americana Renee Mauldin -- executiva com passagens pelo Google, Uber e Twitter -- como diretora-chefe de RH (Chief People Officer). Em janeiro do ano passado, o banco digital trouxe Jag Duggal do Facebook para chefiar a área de Produto (Chief Product Officer) assim como Youssef Lahrech, ex-Capital One, que hoje ocupa o cargo de Chief Operating Officer no Nubank.

Mas a principal mudança de todas foi anunciada na última semana: Cristina Junqueira, uma das fundadoras do Nubank foi anunciada como a nova CEO da fintech. Ela substituirá David Vélez, também fundador da companhia, que assumirá a liderança global da instituição.

Cristina Junqueira: executiva é a nova CEO do Nubank no Brasil (Foto: Divulgação / Nubank)


"No Nubank, estamos sempre olhando para o futuro e procurando antecipar movimentos para manter o ritmo de inovação e crescimento. Ser capaz de escalar nossas operações de maneira sustentável é uma vantagem competitiva importante", explica Vélez. "E foi nisso que pensamos quando eu e Ed decidimos contratar alguém que já passou por hiper-crescimento em empresas globais. Matt é um profissional que nos ajudará a atravessar os desafios que toda expansão exige e dará continuidade ao brilhante trabalho que Ed realizou nos oito últimos anos".


Leia também:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.