Mirando estudantes, Microsoft anuncia o Windows 10 S e o Surface Laptop

Por Redação | 02 de Maio de 2017 às 12h35

A Microsoft anunciou na manhã desta terça-feira (02) o tão comentado Windows 10 S, uma versão mais simples de seu popular sistema operacional voltada para computadores com uma configuração mais modesta. Assim como já se especulava inicialmente, a revelação deste início de semana vem exatamente para confrontar o Chrome OS, do Google, que se tornou uma peça-chave nos negócios da empresa no nicho de educação.

Dessa forma, a proposta da empresa de Redmond é fazer frente ao Chromebook. Com esses dispositivos, o Google conseguiu conquistar uma parcela importante do mercado vendendo aparelhos baratos para estudantes. E é nesse público que o Windows 10 S também mira. Da mesma forma como já é feito no rival, o novo sistema também é otimizado para máquinas com hardware mais fraco — e, consequentemente, mais barato — e funciona apenas com aplicativos que estejam disponíveis na Windows Store, o que significa que você não poderá baixar e instalar qualquer programa em seu computador.

A estratégia é bastante inteligente. Além de evitar problemas de compatibilidade ou mesmo permitir que softwares mais pesados “castiguem” os computadores mais modestos, a limitação serve ainda para movimentar a loja do sistema. A partir do Windows 10 S, a Loja deixa de ser apenas um complemento para se tornar o coração de tudo aquilo que pode ou não ser feito na máquina. É mais ou menos como a App Store no iOS: nada entra no aparelho sem antes passar por lá.

Surface Laptop é um dos primeiros aparelhos a chegar com o Windows 10 S

Além disso, o novo sistema conta com algumas novidades bem interessantes. A principal delas é o processo de inicialização, que foi melhorado para se tornar mais rápido. Segundo a Microsoft, um estudante que ligar seu computador vai precisar esperar apenas 15 segundos entre apertar o botão de ligar e a tela de login. O Windows 10 S conta também com uma configuração mais simples, bastando conectar um USB na máquina para que todos os ajustes sejam feitos automaticamente.

Parcerias e modelos dedicados

A Microsoft comentou ainda que está trabalhando em conjunto com várias empresas para a produção de computadores que já venham com a novidade pré-instalada. E, como o objetivo é brigar com o Google, essas máquinas contarão com um preço bastante acessível. Segundo a empresa, o valor inicial desses PCs deve ser de US$ 189 — cerca de R$ 600 na cotação atual —, com os primeiros modelos chegando às lojas já nos próximos meses. E, além de terem uma configuração voltada para rodar o Windows 10 S, essas máquinas trariam também inscrição gratuita para o game Minecraft: Education Edition.

Exemplo disso é o Surface Laptop, um dos primeiros aparelhos a chegar às lojas com o novo sistema. O notebook possui tela de 13,5 polegadas equipada com a tecnologia PixelSense. Segundo a companhia, essa é a touchscreen LCD mais fina disponível em todo o mercado — o que ajuda também a diminuir as dimensões gerais do aparelho. Além disso, ele traz uma Surface Pen para ajudar a vida dos estudantes que preferem fazer anotações

Em termos de configuração, ele vem equipado com um processador Core i5 ou Core i7 e sua bateria tem autonomia para mais de 14 horas. A boa notícia é que, de acordo com a Microsoft, o Surface Laptop não consome energia quando estiver em modo de espera, ou seja, com a tampa abaixada. Isso significa que os usuários não serão pegos de surpresa quando forem ligar o computador depois de um longo tempo sem uso.

Outra informação interessante é que ele não será eternamente ligado ao Windows 10 S. Se o usuário preferir, pode fazer o upgrade para o Windows 10 Pro sem perder desempenho, visto que seus componentes são um pouco mais poderosos do que os demais produtos pensados para o novo sistema. Não por acaso, ele custará US$ 999 (R$ 3.160) em sua versão com Core i5.

Via: The Verge, Pocket Lint

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.