Mercado Livre fecha parceria com Governo e investirá R$ 4 bilhões em São Paulo

Mercado Livre fecha parceria com Governo e investirá R$ 4 bilhões em São Paulo

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 19 de Maio de 2021 às 17h30
Governo de São Paulo

O Mercado Livre e o governo do Estado de São Paulo anunciaram uma parceria para profissionalização e geração de empregos no estado. A gigante varejista fará um aporte de R$ 4 bilhões para a geração de 5 mil empregos diretos, contemplando jovens estudantes de 17 a 24 anos nas regiões de Cajamar, Osasco, Sorocaba e Louveira, pontos onde a empresa tem operações.

Segundo o governador João Doria (PSDB), das 5 mil vagas disponíveis em São Paulo, 4,1 mil serão para a área de logística, 450 vagas para tecnologia e outras 450 para outros setores do Mercado Livre. No início de 2021, a empresa havia revelado um investimento de R$ 10 bilhões no Brasil, o que mostra a força da iniciativa por aqui.

Uma das contrapartidas, além do óbvio avanço financeiro, é que a empresa fará todas as contratações de pessoas que façam parte do Centro Paula Souza (CPS), autarquia do governo de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico que administra 223 Escolas Técnicas (ETECs) e 73 Faculdades de Tecnologia (FATECs) estaduais, com mais de 322 mil alunos em cursos técnicos de nível médio e superior tecnológico.

Imagem: Governo do Estado de São Paulo

As cidades citadas por Doria que serão contempladas pela iniciativa do Mercado Livre possuem ETECs e FATECs e contarão com o auxílio do Sebrae e do Banco do Povo com cursos online e linhas de crédito para os jovens empreendedores das regiões. Os alunos do CPS, além das ofertas de trabalho, também poderão participar de cursos como o de vendas para internet.

“85% dos nossos vendedores estão em São Paulo. Por isso, o investimento em logística aqui faz sentido. Das 7.200 vagas que vamos abrir neste ano no Brasil, 5 mil serão em São Paulo. No próximo ano, o investimento deve ser ainda maior. Vemos um potencial enorme de crescimento no e-commerce”, afirmou Fernando Yunes, vice-presidente sênior do Mercado Livre no Brasil, ao InfoMoney.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o e-commerce deve crescer entre 30% e 35% no estado de São Paulo em 2021.

Fonte: InfoMoney

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.