Mercado Livre atualiza custos e regras para vendedores a partir de 2022

Mercado Livre atualiza custos e regras para vendedores a partir de 2022

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 09 de Dezembro de 2021 às 23h30
Mercado Livre/Reprodução

Nesta quinta-feira (9) o Mercado Livre anunciou atualizações de políticas e custos para vendedores da plataforma, que entrarão em vigor a partir de janeiro de 2022. Entre as principais mudanças, estão a alteração nos parcelamentos sem juros e no prazo de recebimento do dinheiro das vendas.

Segundo a plataforma no anúncio oficial, as mudanças são necessárias por conta do atual contexto macroeconômico do Brasil, e para o Mercado Livre poder continuar investindo e avançando seus serviços.

A mudança no parcelamento sem juros em anúncios Premium no Mercado Livre entrará em vigor em 6 de janeiro de 2022. As opções de parcela agora dependerão do preço do produto em questão e do valor final de cada venda, buscando oferecer aos compradores financiamentos adaptados a cada demanda.

Segundo a plataforma, funcionarão do seguinte jeito:

  • Em vendas até R$ 299, haverá parcelamento de até 9x sem juros, dependendo do valor do produto;
  • Em vendas entre R$ 300 e R$ 1.499, haverá parcelamento em 10x sem juros;
  • Em vendas acima de R$ 1.500, se mantém a opção de parcelamento em 12x sem juros;
  • Para vendas que ofereçam parcelamento inferior a 12x, a plataforma oferecerá para os compradores a opção de 12x com juros significativamente inferiores aos juros convencionais.
Atualizações do Mercado Livre foram necessárias pelo contexto macroecônomico do Brasil. (Imagem: Reprodução/Mercado Livre)

Outra mudança anunciada é no recebimento do dinheiro vindo de vendas. Essa alteração, que entrará em vigor em 1° de fevereiro de 2022, fará com que vendedores com reputação já calculada pela plataforma e estejam vendendo produtos novos recebam o valor em 5 dias úteis.

Já para vendedores sem reputação ou que estão vendendo produtos usados, o prazo será de 9 dias após a entrega do item para o comprador. Essa mudança não será aplicada no Mercadoshops.

Mudanças em rendimentos e Mercado Envios

Também em 1° de fevereiro de 2022, as contas de pessoas jurídicas no Mercado Pago deixarão de gerar rendimentos. A plataforma, porém, promete em breve disponibilizar novos tipos de investimentos em seu aplicativo para estes clientes.

Também foram anunciadas mudanças nos custos do Mercado Envios. A partir de 6 de janeiro de 2022, a plataforma irá aumentar em média 3% os custos em todas as modalidades de envio para oferecer frete grátis em produtos com até 30 kg. Os descontos de até 50% dependendo da reputação do vendedor continuarão existindo.

Por fim, também a partir de 6 de janeiro, usuários do Mercado Envios Flex com reputação verde terão 10% da tarifa de envio subsidiada pela plataforma, em vez dos atuais 40%. Essa mudança vale para produtos novos a partir de R$ 79.

As novas tavas para envios via Mercado Envios Flex. (Imagem: Reprodução/Mercado Livre)

Nos produtos usados ou nos anúncios grátis abaixo de R$ 79, os vendedores continuarão recebendo o valor total do frete na sua conta.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.