Mercado de tablets recua 5%, Apple e Amazon registram alta

Por Wagner Wakka | 08 de Agosto de 2019 às 09h19
Divulgação

A IDC publicou neste começo de agosto um estudo sobre o mercado de tablets em todo o mundo. O cenário é de pequeno declínio em vendas, com queda de 5% no trimestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Os números apontam que 32,2 milhões de aparelhos foram vendidos ao mercado no trimestre, número levemente menor que os 33,9 milhões do mesmo período do ano passado. Vale lembrar que o cálculos de vendas é feito sobre o número de aparelhos enviado a lojistas.

Números de vendas de aparelhos no trimestre (Foto: Divulgação/IDC)

Em alta

Apesar da derrocada conjunta, duas empresas mantêm um bom destaque no período. A primeira delas é a Apple. com alta dominância do setor. A empresa viu aumento de vendas, com 12,3 milhões de iPads enviados a lojistas. Isso representa um aumento de 6,1% no comparativo ano a ano.

A companhia também continua no topo do mercado, responsável por 38,1% de todo setor de tablets, aumento de 4% em relação ao ano passado. A IDC relaciona este bom aumento ao iPad Air lançado no segundo trimestre deste ano, o que ajudou a alavancar as vendas.

Aparelho com teclado destacável foi o que impulsionou Apple no período (Foto: Divulgação/Apple)

Outro destaque fica por conta da Amazon. A companhia viu seus números de vendas aumentarem em 46,3% em um ano. Tudo bem que, por conta de quantidade de vendas menores, uma variação unitária significa um aumento maior em porcentagem, o que ajuda a justificar tais números.

No total, a Amazon vendeu 2,4 milhões de aparelhos no trimestre, contra 1,6 milhões no ano passado. Atualmente, ela conta com 7,4% do mercado, registrando aumento de 2,6% em market share.

A IDC associa estes números da gigante americana a variações sazonais. Em julho, a companhia teve o Amazon Prime Day, em que realizou promoções com seus aparelho, ajudando a alavancar o período.

Queda

Por outro lado, companhias como a Samsung e Huawei amargaram um período de queda no trimestre. A sul-coreana ainda mantém o segundo lugar em fatia de mercado, mas fechou o período com queda de 3,1% em relação ao ano passado. Segundo a IDC, os aparelhos da linha E e A, menos potentes, são os mais vendidos.

Já no lado da Huawei, a queda foi de 6,5% no ano, mantendo a terceira colocação em fatia de mercado.

Por fim, a Lenovo também não teve um bom momento no setor de tablets, fechando o período em queda de 6,9% em comparação com o ano passado.

O relatório da IDC é feito com resultados preliminares, comparando informações de mercado com dados apresentados em relatórios fiscais das companhias.

Fonte: IDC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.