Mercado de PCs tem a maior queda trimestral desde 2013 devido a COVID-19

Por Rubens Eishima | 21 de Abril de 2020 às 11h00

Em um trimestre marcado pela pandemia do novo coronavírus, o mercado de PCs apresentou uma forte queda no volume de remessas. O dado foi divulgado pela consultoria Gartner, e reverte três trimestres consecutivos de crescimento.

O número representa o pior declínio desde 2013, com um total de 51,6 milhões de computadores, uma queda de 12,3% na comparação com o mesmo trimestre de 2019.

Segundo a diretora de pesquisa Mikako Kitagawa, as primeiras medidas de contenção da COVID-19 na China em janeiro, período que coincidiu com o feriado prolongado do ano novo lunar, afetaram toda a cadeia de produção, resultando em um menor volume de PCs já em fevereiro. E o problema foi agravado com as recomendações de distanciamento social, que entraram em vigor durante o mês de março em boa parte do ocidente.

“Depois que os bloqueios relacionados ao coronavírus se expandiram para outras regiões, houve novos e repentinos bolsões de demanda de PC para trabalhadores remotos e salas de aula on-line que os fabricantes de PC não conseguiram acompanhar”, disse Kitagawa

Outro fator que influenciou a desaceleração nas vendas foi o final do pico de atualização do Windows 10. “Começaremos a ver empresas e consumidores estendendo seus ciclos de vida de PCs de maneira mais permanente, pois eles se concentram em economizar dinheiro”, declarou a diretora. A troca de computadores com o Windows 10 era vista de maneira animadora pelo mercado, especialmente após o fim do suporte oficial da Microsoft ao Windows 7, em janeiro deste ano.

Ranking

A lista com as maiores fabricantes mundiais permaneceu inalterada, mas houve um “achatamento” entre as três principais empresas. A Lenovo liderou o segmento com 24,4% de participação de mercado no 1º trimestre, com uma queda de 3,2% nas remessas na comparação com o mesmo período de 2019.

Dell foi a única fabricante com crescimento no período (imagem: Gartner)

Já a HP manteve os mesmos 21,5% de mercado registrados em 2019, mas apresentou uma queda de 12,1% entre os primeiros trimestres de 2019 e 2020. A Dell por sua vez apresentou crescimento de remessas de 2,2%, aumentando sua fatia de mercado para 19,7%. O ranking é completado pela Apple (6,9% do mercado no 1º trimestre de 2020), Acer (5,6%) e ASUS (5%).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.