Japão pode vetar compra de divisão de chips da Toshiba por empresas estrangeiras

Por Redação | 12.03.2017 às 11:50

Preocupado com possíveis riscos à segurança nacional do país, o governo japonês poderá vetar ofertas de algumas empresas estrangeiras pela divisão de chips da Toshiba, afirmaram fontes próximas ao processo à agência de notícias Reuters.

O controle do leilão seria realizado através da lei local de comércio exterior, que afirma que qualquer empresa estrangeira que queira comprar uma companhia japonesa com tecnologias consideradas chave para a segurança nacional do país precisa de autorização prévia do governo japonês.

Se confirmada, a decisão poderá representar uma vantagem considerável para empresas norte-americanas, que não são vistas pelo Japão como ameaças ao país.

"Os Estados Unidos são o único parceiro viável do ponto de vista da segurança nacional do Japão", disse uma das fontes consultadas pela agência, citando a importância de chips para áreas como robótica, inteligência artificial e dispositivos conectados como o fator complicador.

Em janeiro, a Toshiba afirmou que procuraria compradores para uma parte de sua operação de chips de memória flash para levantar cerca de US$ 1,7 bilhão e dar um novo gás às suas finanças. No ano passado a empresa teve que lidar com perdas financeiras de aproximadamente US$ 3 bilhões devido a um investimento em usinas nucleares instaladas nos Estados Unidos.

Entre potenciais compradores americanos estão a empresa de produtos de armazenamento Western Digital, que já opera uma fábrica de chips em parceria com a Toshiba, além da Micron Technology e investidores como o fundo Bain Capital. Por outro lado, o bloqueio japonês poderia impedir a Sul Coreana SK Hynix Inc. e a taiwanesa Foxconn de fazerem ofertas.

Via: Reuters