Funcionários se manifestam contra possível saída de Jack Dorsey do Twitter

Por Natalie Rosa | 04 de Março de 2020 às 08h15
Reprodução
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

Jack Dorsey, CEO do Twitter, está na mira de investidores do Elliot Management Corp, que querem o executivo fora da empresa. Agora, funcionários da rede social se manifestaram a favor do chefe, dizendo não concordar com sua possível saída.

Utilizando a hashtag #WeBackJack, algo como "nós apoiamos Jack", várias pessoas começaram a se manifestar contra o desejo dos investidores, incluindo funcionários e colegas de outras companhias — como Elon Musk, fundador da Tesla e da SpaceX.

"Eu só queria dizer que eu apoio Jack como CEO do Twitter. Ele tem um bom coração", contou Musk em seu Twitter pessoal na última segunda-feira (2).

"É raro conseguir trabalhar em um lugar no qual o propósito e missão envolve tanto como nós impactamos o mundo quanto como impactamos o mercado. Apoiamos Jack porque ele não tem medo de incentivar o Twitter a ser melhor", disse ainda Tom Tarantino, que trabalha com gerenciamento de crise na companhia.

No início desta semana, Paul Singer, bilionário fundador da empresa de gerenciamento de investimentos e atual apoiador do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comprou uma alta quantia de ações do Twitter e anunciou que está planejando tirar Dorsey do cargo de CEO.

Paul Singer (Foto: Reprodução)

Em 2016, Singer se posicionou contra a candidatura de Trump, e hoje parece estar ao seu lado na nova corrida presidencial que acontece no fim deste ano. O presidente dos Estados Unidos é um forte usuário das redes sociais para a sua promoção, mas, no ano passado o Twitter anunciou que não permitiria mais anúncios políticos na plataforma para evitar a propagação de desinformação em épocas eleitorais.

Fonte: Forbes

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.