Venda de empresa para Facebook irrita fãs do Oculus Rift

Por Redação | 26 de Março de 2014 às 16h35
photo_camera Divulgação
Tudo sobre

Facebook

O anúncio da venda da empresa Oculus VR, fabricante do óculos de realidade virtual Oculus Rift, para o Facebook por US$ 2 bilhões vem deixando os fãs da nova tecnologia furiosos. Eles acreditam que o CEO da gigante rede social, Mark Zuckerberg, esteja mais interessado nos dados dos usuários do que no próprio aparelho.

Todo mundo compreendeu quando o Facebook abocanhou o Instagram por US$ 1 bilhão ou, mais recentemente, o WhatsApp por US$ 19 bilhões, já que ambas as ferramentas têm tudo a ver com as redes sociais.

O que o pessoal questiona agora é o mesmo que o jornalista Jim Edwards pergunta em sua coluna do Business Insider: o que uma companhia que sempre se mostrou interessada em colher dados dos usuários vai fazer com uma empresa de óculos de realidade virtual?

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A primeira reação da maioria dos usuários relaciona o uso com as funcionalidades do Facebook e a coleta de dados para uso de propagandas na imersão virtual. Alguns chegam a alimentar a teoria de que isso servirá pra aumentar o pacote de dados e informações sigilosas que o Facebook estaria cedendo ao governo estadunidense.

O criador do popular jogo Minecraft, Markus Persson, que tinhas planos de lançar o jogo no Oculus Rift, já se mostrou desestimulado a tocar o projeto em frente e até mesmo investidores do Oculus Rift em sua fase de desenvolvimento junto ao Kickstarter ficaram muito desapontados com a notícia.

PERSSON RIFT TWITTER

No Brasil, as piadinhas sobre o uso do Oculus Rift com o Facebook e a possibilidade da utilização do aparelho vir cheia de anúncios foi o que mais repercutiu após a notícia da venda.

TWITTER RIFT BRASIL

Ainda é cedo para saber exatamente quais são as reais intenções de Zuckerberg com essa transação, porém, nem só de pessimismo vivem as especulações: com estabilidade financeira, a Oculus VR agora poderá se dedicar somente em desenvolver a tecnologia e o uso do Oculus Rift estaria sendo pensado para muito além dos games. Resta aguardar pra saber a resposta.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.