Sony está desenvolvendo smartwatch todo feito de papel digital

Por Redação | 26 de Novembro de 2014 às 13h05

De olho no mercado de gadgets, a Sony pode estar desenvolvendo um smartwatch com tela E-Paper, que consome pouquíssima energia e é bastante maleável. As informações foram divulgadas pela Bloomberg, que também afirma que a empresa está estudando estender a aplicação do material para todo o corpo do aparelho para que ele exiba informações em toda sua estrutura.

Ainda de acordo com o site, o novo material seria patenteado e exclusivo para utilização da Sony. Apesar do smartwatch ter uma única tela, o grande foco da empresa seria o estilo do gadget para contrastar com o grande avanço tecnológico mostrado pela Apple com o Watch. Assim, o dispositivo da japonesa seria capaz de modificar sua aparência por completo, além de exibir informações e atuar como companheiro do smartphone que está no bolso do usuário.

No desenvolvimento, a Sony estaria trabalhando com base em pesquisas realizadas junto ao público japonês. Para os consumidores do país, não há outra razão para adquirir um smartwatch que não seja o estilo, uma vez que qualquer celular pode realizar as ações desse tipo de dispositivo com poucos toques e uma interface familiar. Além disso, os consumidores da Terra do Sol Nascente consideram “feios” os produtos dessa categoria, o que motivou o investimento da fabricante na aparência de seu novo produto.

Além disso, o uso do papel digital, como é chamado, também proporcionaria uma maior eficiência energética, fazendo com que o relógio não precise ser recarregado diariamente. Esse também seria um dos grandes focos da Sony no desenvolvimento do equipamento, visto como um grande fator de diferenciação em relação às outras propostas disponíveis no mercado.

A informação não é oficial, apesar de a Sony já ter falado anteriormente que estaria disposta a lançar seu próprio smartwatch, seguindo o caminho da concorrência e apresentando um acompanhante para seus modelos da linha Xperia. Não se sabe ao certo se o novo modelo será independente ou exigirá um celular para funcionar, já que a empresa não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Se realmente existir um projeto desse tipo na Sony, ele pode indicar o início de um novo programa de inovação dentro da empresa. Com ele, a japonesa estaria procurando lançar produtos relevantes para o mercado e, dessa forma, se recuperar dos problemas financeiros que vêm assolando seus cofres.

Dessa forma, o smartwatch de E-Paper deve ser o primeiro projeto oriundo dessa mudança a chegar às lojas. Além dele, a Sony trabalha também em um sistema de blocos conversíveis para facilitar a montagem de projetos, além de desenvolver um sistema de financiamento interno e externo focado no surgimento de novas ideias. Qualquer funcionário da companhia ou interessado por tecnologia pode apresentar projetos a ela e, se for aprovado, pode ser desenvolvido e ficar sujeito a receber fundos de empresas ligadas à fabricante.

Como dá para perceber, o caminho seguido pela Sony vem sendo o da distinção. A empresa não busca mais fazer aquilo que a concorrência já realiza, mas se diferenciar por meio de novos produtos e ideias, algo em que ela se especializou no passado. Se depender de Hirai e suas iniciativas, os velhos tempos da fabricante estarão de volta muito em breve.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.