Siemens PLM promove Road Show para apresentação de novo Solid Edge ST7

Por Rafael Romer | 27 de Maio de 2014 às 18h17

A divisão de softwares e serviços de gerenciamento de ciclo de vida do produto (PLM) da Siemens, a Siemens PLM, promoveu nesta terça-feira (27), em São Paulo, a abertura seu seu Road Show para a apresentação da nova versão do software de desenho industrial, o Solid Edge ST7.

O ST7 é a 27ª versão do software, apresentada há duas semanas durante o evento Solid Edge University em Atlanta, Estados Unidos. Além de São Paulo, o Road Show passará por outras oito cidades brasileiras (Sertãozinho, São Carlos, Campinas, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Joinville e Caxias do Sul), além de Buenos Aires, na Argentina, e Medellín, na Colômbia, até o próximo dia 03 de julho.

O objetivo do evento é demonstrar as novas funções do software, que recebeu um redesenho de interface, além de otimização para renderização e para funções como desenho de chapas. Ao todo, foram cerca de 1,3 mil atualizações no sistema.

Para algumas das novas funções, o Solid Edge expandiu seu arquivo de apps de terceiros. Entre eles está a tecnologia KeyShot, da Luxion, que permite a criação mais rápida de imagens e animações foto-realistas a partir dos ambientes de modelagem. A estimativa da empresa é que a nova versão ofereça um aumento de produtividade de cinco vezes sobre tarefas de modelagem 3D.

De acordo com o Diretor de Marketing para a América Latina da Siemens PLM, Dan Siqueira, as cidades escolhidas são consideradas os principais pólos industriais para a solução Solid Edge na região, de setores como metalurgia, eletroeletrônica, manufaturas de máquinas, equipamentos e motores, manutenção e moveleira. "São cidades estratégicas para a indústria", afirma.

O Road Show também faz parte da estratégia da empresa de impulsionar o uso da solução através da região. No ano passado, a empresa lançou uma comunidade online para troca de experiências entre usuários que já acumula mais de 500 mil visualizações. A Siemens promove ainda treinamento e consultoria com especialistas para o uso da ferramenta.

Modelo de subscrição

No Brasil, o ST7 também deve inaugurar o novo modelo de negócio para a venda do software por meio de subscrição, que deve chegar ao país no segundo semestre. "O Brasil é o projeto-piloto para a América do Sul, e gradativamente vamos expandindo", explicou Siqueira. De acordo com o executivo, hoje o Brasil representa 80% do mercado do Solid Egde para a empresa do continente, seguido pela Argentina e Colômbia.

O objetivo é ofertar a solução por assinatura a preço reduzido para pequenos empreendedores, como startups, que tenham necessidades específicas e demandas pontuais para o uso do Solid Edge.

O modelo de assinatura mensal foi introduzido inicialmente em países de língua inglesa. No início de maio, o modelo foi expandido para outros quinze países europeus e, daqui a três meses, será implementado na China.

A empresa não abre números locais sobre a comercialização do software, mas afirma que o mercado global do Solid Edge é estimado em 1,4 milhão de usuários. O software possui 500 mil ativações em suas diferentes versões por compra de licença, 600 mil no modelo gratuito e 300 mil ativações de licenças estudantis.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.