SAP apresenta solução de gestão de empresas em nuvem para sistema eSocial

Por Rafael Romer | 10 de Fevereiro de 2014 às 19h21

A SAP antecipou nesta segunda-feira (10) que lançará até o final de maio deste ano uma nova solução montada sobre seu sistema de gestão ERP (Enterprise Resource Planning) adequada às exigências do projeto eSocial, do Governo Federal.

O projeto que envolve a Receita Federal, o Ministério do Trabalho, o INSS e a Caixa Econômica Federal prevê que até o final de junho empresas forneçam suas obrigações fiscais, tributárias, previdenciárias e trabalhistas ao Governo através da plataforma digital.

A solução da SAP, chamada apenas de SAP eSocial até agora, permitirá que as empresas transmitam suas informações em tempo real através de arquivos gerados pelos seus sistemas de ERP e Recursos Humanos. O sistema integrado ao eSocial unificará então o envio de todos os dados ao Governo, utilizando o sistema de gerenciamento de banco de dados em memória SAP Hana para acelerar os processos de migração e transmissão de informações.

De acordo com a empresa, a plataforma já está sendo disponibilizada para companhias que quiserem começar a converter suas informações sobre eventos periódicos e não-periódicos. O sistema deverá ser ofertado como uma plataforma standalone para clientes que utilizan sistemas SAP, apesar de funcionar também com plataformas de ERP concorrentes.

Nas próximas semanas, o sistema deverá receber as últimas regulamentações do governo para ser liberado. A solução foi totalmente desenvolvida internamente para o mercado brasileiro, no Centro de Pesquisa de Desenvolvimento da empresa em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.

SAP Fórum

O anúncio é realizado na semana em que a empresa promove seu SAP Fórum no Brasil, que deve reunir cerca de 10 mil visitantes inscritos durante três dias de evento no Expo Transamérica, em São Paulo. A partir de amanhã, o evento promoverá debates, paineis e trará cases de sucesso de parceiros da empresa que trabalham atualmente com soluções SAP, como foco em soluções de nuvem, análise preditiva, linhas de negócios e na solução Hana.

A empresa alemã comentou ainda os números de crescimento em 2013. Globalmente, a companhia destacou o crescimento de receita total de 8%, e de 2% no setor de software. A empresa também viu um aumento de 130% nas subscrições de seus serviços de cloud. A SAP não revelou qual o aumento de sua receita em serviços de nuvem no ano passado, mas alega que o valor foi próximo a 1 bilhão de euros, e a expectativa para 2014 é de atingir € 3,5 bi.

Em relação à região adiministrativa que compreende os países do Sul da América Latina (SoLA), a SAP afirma que essa já a segunda mais importante para a empresa. A região viu um crescimento de receitas de 18%, e de 28% em software.

Segundo a empresa, o Brasil agora também assume a posição de terceiro maior mercado para a SAP, após a Alemanha e os Estados Unidos. "O que a gente validou no ano de 2013 é que existe um espaço muito grande para cobrir o Brasil, com foco em geografias e regiões específicas", afirmou o presidente da SAP SoLA, Diego Dzodan, durante o evento. O país obteve crescimento de receitas de software de 33%.

A expectativa da empresa é de manter a expansão no país por meio de parceiros de negócios e canais de vendas locais, que tragam as soluções mais próximas de PMEs espalhadas pelo Brasil. Em 2013, as PMEs foram 60% da base de clientes da empresa, através da solução de entrada SAP Business One. 31% das vendas de software no Brasil já são feitas através de canais.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.