Fama de exigente de Steve Jobs assustou Jony Ive em seu primeiro ano na Apple

Por Redação | 20.03.2015 às 14:23
photo_camera Business Insider

Atual diretor industrial da Apple, Jony Ive é um dos nomes mais conhecidos e respeitados da Maçã. Ele se tornou alguém muito próximo de Steve Jobs, cofundador da empresa e reconhecidamente um dos principais responsáveis pelo sucesso da marca, mas isso nem sempre foi assim.

Os primeiros passos de Ive em Cupertino foram temerosos, graças à fama de exigente e até um pouco intolerante de Jobs. Com isso, o executivo iniciante “pisava em ovos”, sempre com o temor de que seria mandado embora caso cometesse qualquer tipo de deslize no desempenho de sua função.

Porém, isso começou a mudar com o tempo, o jovem executivo foi ganhando a confiança do chefão, que o via como uma espécie de “guardião” dentro da companhia. Essa história veio à tona com a publicação do livro “Becoming Steve Jobs: The Evolution of a Reckless Upstart Into a Visionary Leader” (ainda sem tradução no Brasil), escrito por Brent Schlender e Rick Tetzeli.

Jony Ive Steve Jobs

Em um trecho da obra, a dupla relata o primeiro encontro entre Ive e Jobs. Confira:

Contudo, Jony permaneceu intimidado durante todo o seu primeiro ano, temeroso de que, se fizesse uma simples coisa errada, ele teria que ensacar as suas coisas. Tal era a fama de Steve. Enquanto Jony desfrutava todo o processo de trabalho ao lado do chefe naquele primeiro iMac, ele sempre se manteve consciente ao tentar descrever algumas de suas decisões quanto ao design para Steve. Mas uma visita à Pixar ajudou-o a ter consciência de que ele e seu chefe estavam na mesma sintonia.

“Quando visitamos a Pixar com o primeiro modelo do iMac, foi uma revelação, porque eu não conhecia tanto Steve até então”, comenta Jony. “Mas ao escutá-lo me apresentando diante de toda a Pixar, me dei conta de que ele entendia de fato o que eu estava tentando alcançar em um nível emocional. Em algum ponto, ele sabia o que eu estava tentando articular”.