6 dicas de programação para aprender rapidamente a desenvolver aplicativos

6 dicas de programação para aprender rapidamente a desenvolver aplicativos

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 25 de Janeiro de 2022 às 11h00
Unsplash

O mercado de desenvolvimento de aplicativos para os mais diversos sistemas é visto por muitas pessoas como um dos melhores setores para se trabalhar nos tempos atuais, seja pelos salários atrativos ou pelas oportunidades que aparecem constantemente. Mas, para novatos, como se tornar um profissional competente e visado por empresas rapidamente?

Bom, não existe um segredo incrível para que interessados no mercado se tornem profissionais do dia para a noite. O que existem são dicas que, se seguidas com atenção e dedicação, podem fazer com que as linguagens de programação sejam entendidas em pouco tempo, possibilitando um rápido ingresso no setor.

Disponibilizamos as dicas a seguir, mas frisamos: elas não irão garantir o entendimento rápido de linguagens de programação. A dedicação ao estudo ainda é a parte mais importante deste processo. Confira:

Foque em uma única linguagem

É importante focar somente em uma única linguagem de programação. (Imagem: Reprodução/Unsplash/Chris Ried)

Python, R, Java, C++ e C tem seus mercados próprios, que buscam por desenvolvedores competentes para compor a equipe de projetos variados. Mas para um iniciante, não adianta abraçar o mundo.

Foque em aprender somente uma linguagem inicialmente. Aprenda todo seu funcionamento, seus detalhes, sua sintaxe e suas ferramentas mais complexas, para só então pensar em ir para outra.

Focando em várias línguas, você acabará em uma situação onde não estará progredindo rapidamente no estudo, enquanto com uma só, em poucos meses você já terá uma boa ideia de seu funcionamento geral.

Foque nas informações fundamentais da língua

Mas mesmo focando em uma única linguagem de programação não quer dizer que você deva explorar absolutamente dela — o importante é focar nas ferramentas fundamentais, mais utilizadas no processo de desenvolvimento.

Por mais que seja ótimo saber de algumas complexidades do Python, por exemplo, muitas vezes essa competência pode ser tornar uma nota de rodapé comparado ao que é realmente usado no dia a dia do desenvolvimento de aplicações.

Faça cursos online

Uma rápida pesquisa no Google retorna milhares de cursos online focados em linguagens de programação específicas, e muitas vezes até mesmo com certificados. Use eles em seu processo de aprendizado, já que com isso seu currículo vai ficar mais encorpado, apresentando mais detalhes além da habilidade com programação.

Desenvolva projetos próprios

A teoria é importante, mas a mão na massa em programação também. É importante que você, durante seu estudo, crie programas próprios e teste as funções — não ficando somente com os exemplos observados nas aulas.

Isso é importante para ver realmente como é o processo de programar, que pode parecer de um jeito nas aulas online, mas, na prática, conta com inúmeras variáveis que somente a partir de testes cada desenvolvedor aprende a lidar.

Aprenda a interpretar os softwares de programação

Independente de qual linguagem de programação você escolheu estudar, é de suma importância que as informações dos softwares de desenvolvimento sejam claras durante a escrita do código.

C# no Visual Studio, por exemplo, sempre mostra indicativos sobre funções incompatíveis umas com as outras, classes que não existem ou demais pequenos erros. Entender o que cada alerta significa vai ajudar na programação mas também no entendimento da sintaxe.

Participe e peça ajuda da comunidade de programadores

Comunidades como o GitHub ajudam no aprendizado e desenvolvimento de aplicações. (Imagem: Reprodução/GitHub)

Na internet é extremamente fácil encontrar sites e fóruns voltados a discussão de desenvolvimento de aplicações, nas mais diversas linguagens. Procure por elas e participe, sempre escrevendo suas dúvidas e até mesmo ajudando outras pessoas que estejam no mesmo barco. Um exemplo é o GitHub, que além de ser um dos maiores repositórios de código do mundo, também conta com uma comunidade de programadores ativa.

A interação social um tanto quanto casual para algo que pode vim a se tornar um ganha-pão pode parecer algo estranho ou até mesmo desnecessário, mas o impacto positivo tanto no entendimento da competência quanto em como os desenvolvedores interagem e encaram a profissão é algo que pode, sem dúvidas, ajudar e muito.

Fonte: Analytics Insight

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.