Vulcão Anak Krakatoa entra em erupção, a mais longa desde dezembro de 2018

Por Alberto Rocha | 11 de Abril de 2020 às 13h30

Enquanto o mundo segue paralisado com a pandemia do novo coronavírus, a natureza segue ativa. Após vários relatos um forte barulho no céu no último fim de semana, na madrugada deste sábado (11) foi a vez do vulcão Anak Krakatau (também chamado Anak Krakatoa) entrar em intensa erupção na Indonésia, disparando colunas de cinzas a uma distância de 500 metros.

De acordo com informações do Centro de Vulcanologia e Mitigação de Desastres Geológicos da Indonésia, a explosão pôde ser ouvida em Jacarta, capital do país, que fica a 150 km de onde está localizado o vulcão, e foi o suficiente para que as autoridades indonésias emitissem um alerta nível 2, o segundo mais alto da categoria em uma escala de 1 a 4 — e permanece com esse status até o momento.

Mesmo com o incidente, cujo registro é o mais violento desde dezembro de 2018 (quando o fenômeno da natureza originou um tsunami que matou 281 pessoas e feriu mais de mil), por enquanto nenhuma vítima foi registrada.

Erupção do Krakatoa já teve efeitos no planeta inteiro

As erupções do Krakatoa merecem destaque e atenção por parte de especialistas, uma vez que o vulcão se originou a partir do famoso Krakatau, que, em 1883, registrou uma das explosões mais impactantes no planeta, lançando resíduos em uma distância de 100 km de altitude. O resultado foram tsunamis que alteraram o clima do planeta, e isso alterou até mesmo as cores do crepúsculo e a qualidade do ar, além de matar milhares de pessoas.

Vale ressaltar que o Krakatoa, que significa "Filho de Kratakau", fica localizado em uma região da Indonésia chamada Anel de Fogo do Pacífico, conhecida pelo alto número de placas tectônicas, erupções vulcânicas e terremotos.

Fonte: The Weather Channel  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.