Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Saiba como a Terra limpa sua atmosfera através de seus minerais

Por| Editado por Patricia Gnipper | 30 de Janeiro de 2023 às 17h31

Link copiado!

NASA
NASA

Geólogos da Pennsylvania State University, nos Estados Unidos, conseguiram novas descobertas sobre um mecanismo de auto-limpeza que a Terra possui para remover carbono da atmosfera. O processo, que envolve o desgaste dos minerais na crosta terrestre, já era conhecido pelos cientistas, mas um estudo recente revelou as condições ideais para ele acontecer.

As plantas desempenham um papel importante na remoção de gás carbônico da atmosfera, já que são capazes de alocar esse gás em suas estruturas através da fotossíntese. Mas essa não é a única forma natural de retirada desse gás, cuja quantidade presente no ar hoje é a principal causa das mudanças climáticas. A Terra possui um grande mecanismo de controle do carbono atmosférico: a fixação dele em seus minerais.

Continua após a publicidade

O próprio dióxido de carbono atua como um agente de intemperismo — o desgaste natural do solo e rochas por fatores como calor, vento e umidade. Nesse processo, alguns minerais são liberados da crosta terrestre e eles podem reagir quimicamente com o carbono para formar novas substâncias que são armazenadas no solo.

“Todo mundo quer saber como o mundo funciona,” says Susan Brantley, uma das responsáveis pelo estudo, publicado na revista Science. A pesquisa foca em um tipo de minerais chamado silicatos — compostos com silício, como sugere o nome, o elemento mais abundante na crosta terrestre.

Para avaliar o desgaste das rochas somente pelo gás carbônico, os autores fizeram seus experimentos em um laboratório controlado. Como na natureza há outros diversos fatores atuando ao mesmo tempo, é difícil medir algum deles de forma isolada. O grupo descobriu que o aumento de temperatura e de umidade faz com que o carbono atue mais rapidamente sobre os minerais.

Essa compreensão ajuda os cientistas a entenderem como a Terra foi capaz de se livrar das altas concentrações de carbono liberadas em tempos remotos, quando a atividade vulcânica ao redor do mundo era extremamente intensa.

Brantley e seus parceiros esperam que suas descobertas sejam úteis para outras pesquisas: as da área de “intemperismo melhorado” — “enhanced weathering”, como menciona o artigo. Embora o mecanismo seja uma forma natural de remoção de carbono, ele é um processo lento. Se cientistas forem capazes de acelerá-lo, o fenômeno pode se tornar um aliado na luta contra o aquecimento global.

Fonte: Science Via: EurekAlert