Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Incrível espécie de tartaruga gigante considerada extinta é encontrada viva

Por| Editado por Luciana Zaramela | 24 de Agosto de 2022 às 11h45

Link copiado!

Yegor Denisov/Unsplash
Yegor Denisov/Unsplash

Uma espécie de tartaruga gigante que se pensava estar extinta foi descoberta viva por um grupo de Princeton, EUA. O animal, que é o primeiro de sua espécie (tartaruga-gigante-de-galápagos) a ser descoberto em mais de um século, recebeu o nome de Fernanda. As informações foram publicadas na revista Communications Biology.

A última da espécie foi descoberta em 1906. O grupo de geneticistas extraiu com sucesso o DNA de um espécime coletado na mesma ilha há mais de um século e confirmou que Fernanda e o espécime do museu são membros da mesma espécie e geneticamente distintos de todas as outras tartarugas de Galápagos.

Para determinar a espécie de Fernanda definitivamente, a equipe sequenciou seu genoma completo e o comparou com o genoma que conseguiu recuperar do espécime coletado em 1906, além de comparar esses dois genomas com amostras de outras 13 espécies de tartarugas.

Continua após a publicidade

“Vimos que Fernanda era muito parecida com a que eles encontraram naquela ilha há mais de 100 anos, e ambas eram muito diferentes de todas as tartarugas das outras ilhas”, apontam os pesquisadores.

Tartaruga-gigante-de-galápagos

A tartaruga-gigante-de-galápagos (Chelonoidis phantasticus) era conhecida apenas a partir deste único espécime, coletado em 1906, antes de “Fernanda” ser encontrada. Desde 1906, evidências sugerem que tartarugas gigantes ainda podem viver na Ilha Fernandina, onde há um vulcão ativo, logo na extremidade oeste do arquipélago de Galápagos.

Os cientistas estimam que Fernanda tenha bem mais de 50 anos, e um tamanho menor do que o esperado, possivelmente porque a vegetação limitada atrapalhou seu crescimento. Por não nadarem, as tartarugas cruzaram apenas com outras em suas próprias ilhas, resultando em uma evolução rápida.

Atualmente, existem 14 espécies diferentes de tartarugas-gigantes-de-galápagos, todas descendentes de um único ancestral. Uma recente expedição conjunta entre a Galápagos Conservancy e a Diretoria do Parque Nacional das Galápagos estimou uma população de 6 a 8 mil tartarugas gigantes no local.

Fonte: Communications Biology via SciTech Daily