Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Inmet emite alerta de "perigo" por causa de onda de calor

Por| Editado por Luciana Zaramela | 01 de Maio de 2024 às 11h37

Link copiado!

S. Hermann & F. Richter/Pixabay
S. Hermann & F. Richter/Pixabay

Nesta semana, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu três alertas de onda de calor para diferentes regiões do Brasil, o que inclui São Paulo, sul de Minas, Goiás e Mato Grosso do Sul. O calor atípico e pelo menos 5 ºC maior que a média durante o outono deve durar até o próximo domingo (5), em pontos específicos, como o estado do Rio de Janeiro. Por lá, há risco de "perigo" devido às elevadas temperaturas.

De forma quase oposta, a parte sul do país enfrenta um alerta de "grande perigo" por causa do acumulado de chuva previsto para o Rio Grande do Sul e alguns pontos de Santa Catarina. Nestes locais, o Inmet informa que há "grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios”, além de “grandes deslizamentos de encostas".

No outro extremo do Brasil, também são previstas chuvas intensas. Isso inclui os estados do Amazonas, Roraima, Pará, Amapá e Maranhão, por exemplo. No entanto, o risco de corte de energia elétrica, de queda de árvores e de alagamentos é "baixo", segundo o instituto.

Continua após a publicidade

Onda de calor no Brasil

Para entender, uma onda de calor é definida como um período atípico em que as temperaturas de uma região ficam mais elevadas do que se espera para determinada época do ano. Em média, os termômetros devem se elevar em pelo menos 5 ºC. Todo esse calor atípico precisa durar alguns dias para que se configure este fenômeno.

Para os próximos dias, o Inmet prevê duas regiões em situação de perigo por causa da onda de calor. A primeira região está praticamente localizada no centro do país, cobrindo regiões que vão do Mato Grosso até o Paraná, passando por Goiás, Mato Grosso do Sul e uma uma parte de São Paulo — região que inclui Ribeirão Preto. Este calor deve durar até o final do dia. 

A outra onda de calor observada no país recobre praticamente todo o estado do Rio de Janeiro e vai até o final de semana, onde há "perigo" e risco para a saúde. Ainda há um alerta amarelo de uma terceira onda de calor, com "perigo potencial", para parte de São Paulo, o que abrange a região metropolitana Paulista e o litoral, e o sul de Minas. Este calor atípico vai até amanhã (2). 

Segundo meteorologistas, o calor atípico para o outono ocorre por causa de uma área de alta pressão, que está impedindo que as frentes frias avancem e cheguem ao Sudeste e ao Centro-Oeste. Com isso, o ar permanece mais quente e seco que o normal.

Como se proteger do calor?

Para se proteger dos riscos associados com uma onda de calor, as principais recomendações envolvem se manter hidratado, bebendo bastante água, e evitar sair nos horários mais quentes do dia, quando isso é possível. 

Continua após a publicidade

Na hora de se vestir, vale pensar no tecido e também na cor da roupa — estudos científicos já demonstraram que branco, amarelo, cinza e vermelho estão entre as cores que menos "esquentam".

Fonte: Inmet