Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Expedição a região submarina inexplorada descobre 50 espécies

Por| Editado por Luciana Zaramela | 15 de Abril de 2024 às 11h05

Link copiado!

Divulgação/Schmidt Ocean Institute
Divulgação/Schmidt Ocean Institute

A gente sempre acha que o ser humano já conhece tudo o que a natureza poderia fornecer, mas a verdade é que ainda há muito o que descobrir! Prova disso é uma expedição realizada recentemente pelo Schmidt Ocean Institute, a uma área submarina inexplorada da cordilheira Salas y Gómez. A viagem levou à descoberta de simplesmente 50 espécies inéditas para a ciência.

Mas não é para menos. Para se ter uma noção, mais de 80% do oceano ainda é desconhecido. Nesse último caso, conforme o anúncio divulgado pelo instituto, dentre as espécies observadas constam criaturas como:

  • Lulas
  • Peixes
  • Corais
  • Moluscos
  • Estrelas-do-mar
  • Esponjas
  • Ouriços-do-mar
  • Caranguejos
  • Lagostas
Continua após a publicidade

A expedição de pesquisa , através da cordilheira Salas y Gómez até Rapa Nui, também conhecida como Ilha de Páscoa, durou aproximadamente 40 dias. Essa cordilheira fica ao largo da costa do Chile e "é uma região biologicamente rica".

Cientistas da Universidade do Texas Rio Grande Valley e da Universidade Católica del Norte lideraram as pesquisas, que envolveram dez montes submarinos e duas ilhas na cordilheira oceânica, com direito a 2.900 quilômetros de extensão.

"Os submarinos individuais abrigam ecossistemas distintos, como jardins de esponjas de vidro e recifes de coral profundos", diz o comunicado. 

O objetivo é usar essas informações recolhidas durante esta expedição como base para informar a gestão das áreas marinhas protegidas existentes. 

“A observação de ecossistemas distintos em montes submarinos individuais destaca a importância de proteger toda a cordilheira, não apenas alguns montes submarinos. Esperamos que os dados coletados ajudem a estabelecer novas áreas marinhas protegidas, inclusive em alto mar", estima um dos biólogos marinhos envolvidos, Dr. Erin E Easton, da Universidade do Texas.

Cordilheira Salas y Gómez

A cordilheira Salas y Gómez é um dos vários locais globais sob consideração para designação como área marinha protegida de alto mar. Partes da cordilheira são protegidas legalmente pelo Chile, mas grande parte fica em águas internacionais.

De acordo com o instituto, 60 nações precisam ratificar um tratado para estabelecer áreas marinhas protegidas em águas internacionais com dados científicos.

Continua após a publicidade

O local dispõe de mais de 110 montes submarinos e apoia a migração de animais como baleias, tartarugas marinhas, peixes-espada, atuns e tubarões. Veja o vídeo com as espécies descobertas:

Durante a expedição, foram mapeados 78 mil quilômetros quadrados, incluindo seis montes submarinos ainda não documentados em levantamentos hidrográficos.

Outras descobertas

Continua após a publicidade

Foi a segunda expedição do instituto ao Chile. Na outra expedição, o Schmidt Ocean Institute descobriu 100 espécies marinhas, como um peixe ósseo vermelho do gênero Chaunax, além de esponjas-do-mar, corais em espiral, salpas fluorescentes, lagostas, crustáceos, ouriços-do-mar, moluscos e outros organismos vivos.

Fonte: Schmidt Ocean Institute