Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina

Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina

Por Rafael Rodrigues da Silva | 13 de Setembro de 2018 às 08h15

De acordo com o estudo Global E-Waste Monitor, realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina — e 7º maior do mundo. Anualmente, o país produz 1,5 mil toneladas de lixo eletrônico, e apenas 3% de todo esse montante tem um descarte adequado.

Isso é preocupante pois, devido à composição química dos equipamentos, muito desse lixo eletrônico é extremamente tóxico ao ambiente.

Um exemplo do perigo do descarte inadequado são os cartuchos e toners de impressoras. Apesar de aparentemente inofensivos, os toners de tinta contêm um pó que, ao entrar em contato com fogo, libera gás metano, que não só potencializa o efeito estufa e causa problemas respiratórios em humanos, como também é inflamável e pode causar explosões. Já a tinta que sobra nos cartuchos de impressoras contamina o solo e o lençol freático, tornando a terra estéril e a água imprópria para o consumo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Por isso que Rodrigo Oliveira, especialista ambiental do site Distribuidor de Toner, alerta que todos devemos fazer o descarte correto desses equipamentos e não apenas jogá-los no lixo comum como é costume de muitas pessoas.

Várias empresas também têm adotado um modelo de negócio mais sustentável. Por exemplo, a HP e a Lexmark desenvolvem projetos onde 20% da matéria prima provêm da reutilização de toners e cartuchos usados, enquanto a Xerox tem investido numa nova tecnologia de impressão que praticamente não deixa resíduos de tinta nos cartuchos vazios.

Como consumidores, vale ficarmos atentos não apenas ao modelo dos produtos utilizados — como, por exemplo, comprar produtos que possuam algum tipo de certificação de sustentabilidade, como o selo Energy Star —, mas também fazer o descarte correto desses materiais. Hoje é fácil encontrar lojas de informática ou de revendas de cartuchos de impressoras que recolhem os itens usados para o descarte apropriado, então é nossa responsabilidade garantir que esses equipamentos não sigam para lixões comuns junto com o nossos resíduos diário. A natureza agradece.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.