7 animais que têm superpoderes dignos de heróis dos quadrinhos

7 animais que têm superpoderes dignos de heróis dos quadrinhos

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 25 de Julho de 2021 às 18h00
Pierre Bamin/Unsplash

O reino animal nos surpreende cada dia mais, e não é para menos: há toda uma beleza na excentricidade em cada bicho. No entanto, alguns se sobressaem por conter habilidades simplesmente fora do comum, dignas de uma história em quadrinhos. Com isso em mente, listamos sete desses casos para te deixar boquiaberto!

1. Água-viva Turritopsis nutricula

Turritopsis nutricula é uma das cerca de 4 mil espécies de águas-vivas conhecidas no planeta. Foi descoberta em 1843, e recentemente, essa espécie ficou conhecida por uma capacidade muito cobiçada pelo ser humano: a imortalidade! Acontece que esse tipo de água-viva pode fazer seus tecidos rejuvenescerem, e as fases de vida regridem, como no filme O Curioso Caso de Benjamin Button.

Essa capacidade de se regenerar continuamente não significa que a água-viva nunca morra, já que ela pode ser comida por um predador, ou algo assim. No entanto, ela pode passar por um processo de reestruturação de tecidos (um tipo de regeneração) e voltar ao estágio inicial de vida, mesmo depois de atingir a maturidade sexual.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

2. Camaleão

(Imagem: Gareth Newstead/Unsplash)

Muitos heróis dos quadrinhos têm o poder da invisibilidade. E na vida real, o camaleão chega bem perto disso, uma vez que pode mudar de cor rapidamente, camuflando-se quase que por completo no ambiente que o rodeia. No entanto, de acordo com os especialistas, a principal finalidade dessa mudança de cor, diferente do que pensamos, é a comunicação com outros camaleões, além do controle da temperatura corporal, considerando que ao mudar para uma cor mais escura, ele absorve calor.

3. Baiacu Espinho

(Imagem: Stelio Puccinelli/Unsplash)

Imagine um super-herói que consiga simplesmente dobrar de tamanho, no maior estilo Chefe Apache, da DC. Pois é justamente esse o superpoder do Baiacu Espinho. Conhecido também por peixe-ouriço, ele se difere dos outros baiacus porque tem espinhos em todo o corpo. Ao menor sinal de susto ou irritação, o peixe consegue se inflar, seja absorvendo água ou ar, transformando-se em uma verdadeira bola de espinhos, afastando assim seus predadores.

Além disso, o baiacu é um dos peixes mais venenosos do mundo, capaz de liberar a tetrodotoxina, uma substância que ataca o sistema nervoso e pode ser fatal. Nos peixes pequenos, o veneno está espalhado pelo corpo inteiro. Já nos grandes, a tetratoxina se concentra nas vísceras e na pele.

4. Peixe-leão-vermelho

(Imagem: mstandret/envato)

E por falar em peixes venenosos, o Pterois volitans, também conhecido como peixe-leão-vermelho, conta com glândulas venenosas na base dos espinhos de suas barbatanas dorsais, anais e pélvicas. Quando se depara com algum tipo de perigo, o peixe simplesmente levanta as barbatanas dorsais e aponta os espinhos venenosos para o inimigo. Melhor não mexer com ele. O peixe tem até cara de bravo!

5. Pangolim

(Imagem: Louis Mornaud/Unsplash)

O pangolim é um mamífero da ordem Pholidota que vive em zonas tropicais da Ásia e da África. O animal tem o corpo coberto de escamas, que por si só já funcionam como uma espécie de armadura. Mas o mais legal é que, frente a algum perigo, o pangolim consegue se enrolar inteiro, formando uma bola rígida e "impenetrável" para se proteger.

6. Porco-espinho

(Imagem: Dušan veverkolog/Unsplash)

Outro animal que possui uma armadura própria é o porco-espinho. O que torna os porcos-espinhos tão distintos são seus pelos rígidos e aculeiformes (em formato de agulha). Essa rigidez e formato foi que fizeram essa estrutura ser denominada como “espinho”. Em algumas espécies, essas agulhas podem chegar até a 50 centímetros, o que pode ferir seriamente os predadores tolos o suficiente para atacá-los.

7. Rã-da-floresta

A Rana sylvatica, mais conhecida como rã-da-floresta, é o mais próximo do Homem de Gelo dos X-Men que temos na vida real! Acontece que esse anfíbio, que vive na América do Norte, encontrou o próprio jeito de lidar com o frio das regiões onde costuma viver: congelando o próprio sangue. Antes do congelamento, seu fígado libera glicose e seu rim ureia, para evitar a destruição de células causada pelos cristais de gelo e o ressecamento celular. Tudo fica bem desde que 65% da água no corpo dessas rãs permaneça descongelada.

Fonte: Com informações de Sy Fy Wire, Google Arts & Culture, BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.