Apps específicos para TV, Música e Podcasts chegarão na próxima versão do macOS

Por Rafael Arbulu | 10 de Abril de 2019 às 16h35
(Imagem: Reprodução/9to5Mac)
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Ícones específicos para o macOS dão indícios de que a Apple deve estar se preparando para efetivamente “matar” o iTunes em troca de aplicações distintas para TV, Livros, Música e Podcasts, segundo informações do site 9toMac, que alega que os ícones pertencem à próxima versão do sistema operacional — possivelmente, o macOS 10.15, sucessor do atual “Mojave”.

O site não cita fontes específicas, alegando que confirmou as suspeitas com “pessoas na indústria” e que foi capaz de “confirmar de maneira independente” as informações, assegurando que a presença de apps específicos para funções outrora reunidas no hub do iTunes virão de forma separada no MacOS, usando uma tecnologia de "clonagem" de suas versões para iPad e especulando o que isso pode significar para a sobrevivência do notório software da Apple para gestão de mídia.

Resumidamente: que os ícones existem, é algo confirmado. Que eles representam o fim do iTunes, é um rumor. Até mesmo porque, o próprio site aponta que a próxima versão do macOS ainda deve trazer o iTunes, haja vista que ele ainda tem a funcionalidade de sincronizar-se com dispositivos iOS. Mais além, o iTunes chegou à Microsoft Store há menos de um ano.

Ícones para novos apps de TV e podcasts na próxima versão do MacOS: seriam eles mensageiros do fim do iTunes? (Imagem: Reprodução/9to5Mac)

Apesar da dúvida, há uma certa crença de que a fabricante sediada em Cupertino esteja mesmo caminhando para essa medida: o app “Livros” já foi uma parte integrada do iTunes, que acabou sendo separada em sua própria aplicação. Segundo o 9to5Mac, o Books — que hoje se chama “Apple Books” — será reformulado para acomodar o novo produto “Apple News”, lançado pela empresa em março de 2019.

Já as aplicações de música, podcast e TV serão desenvolvidas por meio da tecnologia Marzipan, criada pela Apple para facilitar a clonagem de apps do iPad para o MacOS, o que deve dar uma boa ideia da interface desses softwares dentro dos desktops e laptops da fabricante.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.