Star Wars | Lucasfilm define o futuro de toda a saga com o Project Luminous

Por Rafael Rodrigues da Silva | 25 de Fevereiro de 2020 às 13h43
LucasFilm

Nesta segunda-feira (24) a Lucasfilm e a Disney revelaram as primeiras informações sobre o “Project Luminous”, um ambicioso projeto editorial que havia sido revelado durante a Star Wars Celebration em abril do ano passado, mas que até então não havia sido explicado sobre o que seria, apenas que contaria com o envolvimento dos autores Cavan Scott (Star Wars: Adventures in Wild Space e Star Wars Adventures), Claudia Gray (Master & Apprentice, Bloodline), Justina Ireland (Spark of the Resistance, Lando’s Luck), Daniel José Older (Last Shot) e Charles Soule (Star Wars: The Rise of Kylo Ren) e que as obras que surgiriam deste projeto seriam lançadas em 2020.

Depois de quase um ano de segredo, a revelação do que realmente será o Project Luminous acaba dando maior credibilidade a alguns vazamentos recentes sobre como seria o futuro da saga. A Lucasfilmc onfirmou que os livros e quadrinhos que farão parte do Luminous reinventarão a Saga e irão inaugurar uma nova era de histórias que se passam no período da Alta República, 200 anos antes de A Ameaça Fantasma.

Esse período é conhecido por ser um dos mais estáveis da galáxia. Nele, os Jedi funcionam como uma espécie de “Cavaleiros da Távola Redonda”, ajudando a manter a ordem e a segurança em todas as regiões conhecidas do universo. Mas o surgimento de uma nova ameaça com o Sith Nihil irá desequilibrar toda essa paz.

De acordo com Mike Siglain, diretor critativo da Lucasfilm, a premissa por trás de todas as histórias que surgiram nesse projeto será “o que deixa os Jedi com medo?” e, entre as ideias que podem ser vistas no quadro durante a reunião desses escritores para discutir as histórias, alguns temas que podem fazer parte delas são “caçadores de relíquias”, “famílias rivais”, “usuários da Força renegados”, “império Sith”, “agentes do caos” e até mesmo “dinossauros”.

A primeira fase do projeto será catapultada pelos romances A Test For Courage de Ireland; Into the Dark de Gray; Light of the Jedi de Soule; a HQ The High Republic de Scott (que será publicada pela Marvel Comics) e o livro The High Republic Adventures de Older, que será publicado pela IDW. A primeira obra lançada será o livro de Soule, que contará sobre um “grande desastre” que ocorre nos territórios da Orla Exterior, o que obriga os Jedi a deixarem Coruscant para lidarem com o problema. Além das cinco publicações já confirmadas, a Lucasfilm avisou que, nos próximos meses, novos títulos que se passam no mesmo período deverão ser revelados, pois estão nas mãos de outros parceiros da empresa (como a Titan Publishing e a Viz Media).

Capa de Light of the Jedi, livro escrito por Charles Soule (Imagem: Lucasfilms)
Capa da HQ The High Republic, escrita por Cavan Scott (Imagem: Marvel Comics/Lucasfilms)
Capa do livro A Test of Courage, escrito por Justina Ireland (Imagem: Lucasfilms)
Capa do livro Into the Dark, escrito por Claudia Gray (Imagem: Lucasfilms)
Capa do livro The High Republic Adventures, escrito por Daniel José Older (Imagem: IDW/Lucasfilms)

Por enquanto, não se sabe o quanto o Project Luminous deverá influenciar as histórias de Star Wars em outras mídias, mas os rumores existentes indicam que os livros deverão pavimentar o caminho pelo qual a saga irá seguir nos próximos anos. Entre os rumores estão o de que a EA estaria trabalhando em uma espécie de reboot/sequência de Knights of the Old Republic, enquanto outros apontam que os próximos filmes da saga — que devem chegar aos cinemas a partir de 2022 — também se passarão no período da Alta República. Neles, veríamos um jovem Yoda atuando como Cavaleiro Jedi e Darth Bane estabelecendo a “regra de dois” para os Siths (que define que não mais do que dois Sith — um mestre e um aprendiz — devem estar vivos no mesmo período).

Fonte: Polygon

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.