Crepúsculo | Autora anuncia lançamento de Midnight Sun, novo livro da saga

Por Laísa Trojaike | 05 de Maio de 2020 às 09h51
Paris Filmes

Crepúsculo, o primeiro da série de livros escrita por Stephenie Meyer, foi lançado em 2005 e conta a história pela visão de Bella Swan, uma jovem humana que se apaixona por um vampiro e é o amor da vida de um lobisomem. Há muito os fãs aguardam o lançamento dos livros que contam os mesmos acontecimentos, mas pela perspectiva do vampiro Edward Cullen.

Tudo o que conhecemos da "mitologia" criada por Meyer chega a nós através da própria Bella, que está tentando compreender tudo o que acontece ao seu redor e aos poucos descobre como é ser uma vampira. Agora, a ideia é contar com um protagonista de 109 anos, jovem aos olhos dos vampiros, mas experiente de uma perspectiva humana. Além disso, como Edward não dorme, eventos novos podem surgir no novo livro, coisas que aconteceram enquanto Bella tirava um cochilo. O livro também deve resgatar diversas experiências do passado de Edward, retratando sua vida pré-Bella.

Anúncio de Midnight Sun feito pelo Good Morning America (Imagem: abc)

Em entrevista ao Good Morning America, a escritora demonstrou estar muito empolgada com a realização desse projeto tão aguardado: “Estou muito animada por finalmente anunciar o lançamento de Midnight Sun em 4 de agosto.”

Ela também falou sobre o momento no qual o livro é lançado, uma vez que agosto ainda estará bastante próximo do período de isolamento, com as consequências da pandemia ainda muito presentes mesmo no mais otimista dos cenários: “É um momento louco agora e eu não tinha certeza se esse era o momento certo para publicar este livro, mas alguns de vocês estão esperando há tanto tempo. Não parecia justo fazer vocês esperarem mais. Desculpem pelo mau momento. Espero que este livro possa ser uma distração do mundo real.”

"Agora é a vez do Edward", diz divulgação oficial da editora de Midnight Sun (Imagem: Little, Brown and Company)

Em outra oportunidade, durante a divulgação do lançamento da obra para a imprensa, a autora também comentou sobre a oportunidade de a leitura ser um escapismo, dizendo que tem a esperança de que o livro dê “a chance de viver em um mundo imaginário por um tempo”, o que pode servir de consolo para quem esperou tanto tempo por essa versão da história e adoraria aproveitar o isolamento para lê-la. Com relação ao tempo de espera, Meyer agradeceu: “Não posso expressar o quanto agradeço a paciência dos meus leitores e seu apoio ao longo dos anos que foram necessários para terminar Midnight Sun.”

A capa do novo livro traz uma arte semelhante a dos outros livros do mesmo universo. A tipografia do título retorna estilizada com todas as letras em caixa baixa e utiliza novamente a fonte Zephyr, criada pelo designer Gábor Kóthay. Ao invés das mãos pálidas segurando uma maçã vermelha, que ilustrava a capa de Crepúsculo, agora temos uma romã cortada pela metade e cuja gota de sumo remete a uma gota de sangue por sua cor vermelha.

Capa oficial do livro Midnight Sun (Imagem: Little, Brown and Company)

Em 2008, ano de lançamento de Amanhecer, o quarto e último livro da série, Meyer divulgou, em seu site, uma versão do primeiro capítulo de Crepúsculo em que reimaginava a narrativa a partir da visão de Edward. Intitulado First Sight (literalmente “Primeira Vista”), o texto deixou os fãs sedentos, sobretudo porque Meyer fez questão de dizer que “o lado dele no primeiro dia de Bella na Forks High School é cem vezes mais emocionante que o dela.”

Midnight Sun (“Sol da Meia-Noite”, em tradução livre) ainda não tem título oficial em português, nem previsão de lançamento no Brasil. Enquanto aguardam, os fãs podem maratonar as adaptações dos quatro livros da Saga Crepúsculo, que estão disponíveis para streaming no Prime Video e no Telecine.

Fonte: Good Morning America

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.