O que são fanfics? Saiba onde encontrá-las online

As fanfics (abreviação de fan fictions) são histórias criadas por fãs de determinados livros, séries ou sagas, utilizando os mesmos personagens, porém com alterações no enredo. Elas foram criadas na década de 1960, através da fan magazine intitulada “Spockanalia” e vêm, desde então, fazendo muito sucesso, principalmente entre o público teen.

Através dessas histórias, muitos fãs de sagas já ficaram mundialmente conhecidos. A franquia 50 Tons de Cinza, por exemplo, era originalmente uma fanfic escrita com os personagens da saga Crepúsculo.

A internet colaborou muito para a ascensão das fanfics no imaginário comum, uma vez que democratizou e ampliou o acesso a esses textos. Hoje em dia, é possível contar com sites para fanfics, que podem ser utilizados tanto para quem deseja ler os textos quanto postar as suas criações. A seguir, conheça um pouco mais sobre o universo das fanfics, bem como sites onde é possível encontrá-las.

Como criar uma fanfic?

Uma característica muito interessante dos textos criados por fãs é que eles não seguem, exatamente, uma regra. Para criar a sua fanfic, basta que você escolha uma saga ou livro do qual é fã e se inspire em seus personagens para criar um enredo. A maioria das fanfics conta histórias de amor entre dois personagens (que geralmente são inimigos na saga original) e constrói um enredo de fortes emoções, inimizades, conflitos, aventuras, entre outras características típicas de livros de fantasia.

Além disso, é possível inspirar os textos até mesmo em celebridades que existem na vida real. Porém, nesse caso, vale tomar cuidado para que o nome da pessoa não seja colocado em situações constrangedoras que poderiam ser propagadas como verdade pelo público.

Uma vez que, geralmente, as fanfics são lidas por outros fãs que já têm conhecimento da história original, não é necessário se preocupar em das grandes explicações dentro do seu texto. Você pode, também, usar e abusar de sua criatividade ao inserir novos personagens ou fazer aquelas alterações que você sempre quis no enredo original da série ou saga.

Com o advento da Internet, as fanfics ganharam muito mais popularidade (Foto: BigStock)

Tipos de fanfic

Há vários tipos de fanfic conhecidos entre os adeptos desse tipo de texto. Alguns são:

  • Oneshot: fanfics que são compostas somente de um capítulo e são ideais para quem quer imergir em novas histórias sem ter que esperar por atualizações do autor.
  • Angst: histórias que giram em torno de angústias dos personagens centrais do enredo.
  • Drabble: fanfics que possuem, no máximo, mil palavras e podem destacar alguns personagens ou determinado ponto de vista. São utilizadas, normalmente, para dar ênfase a algo que o autor gostaria que fosse ressaltado na história original.
  • Crossover: Fanfics que misturam duas sagas diferentes, utilizando seus enredos e personagens em uma história completamente diferente. Normalmente, elas têm maior adesão do público, uma vez que podem ser acompanhadas por mais de uma fan base.
  • AU (Alternative Universe): Esse tipo de fanfic é ideal para quem quer usar mais a criatividade, uma vez que utiliza os mesmos personagens, mas os insere em um universo diferente daquele em que a história original se passa.
  • Lime: Fanfics que giram em torno de romances adultos (porém, nesse caso, não necessariamente com conteúdo sexual). No entanto, devido a algumas cenas de brigas e conflitos internos dos personagens, esses textos não costumam ser recomendados para menores de 16 anos.
  • Mary Sue: Fanfics extremamente românticas, consideradas pelos leitores como “água com açúcar”.
  • Songfic: História que é construída pelo autor com base na letra de uma música. Esse tipo de fanfic costuma ser bem popular entre fãs de cantores ou bandas famosas.
  • Fluff/Waff: Esse gênero de fanfics consiste em histórias com clima leve e pacífico. Geralmente, elas têm como objetivo fazer com que o leitor se sinta melhor ao lê-las.
  • TW (Trigger Warning): Em tradução livre, significa "aviso de gatilho". Esse gênero consiste em fanfics que podem causar algum tipo de desconforto em pessoas que já sofreram com os problemas relatados nas histórias. Geralmente, não é recomendado que elas as leiam.
  • Crackfic: Histórias geralmente absurdas e de conteúdo humorístico, que são atribuídas ao uso de drogas ou mente perturbada do autor (daí o seu nome).
Capa para fanfic do gênero crossover (Imagem: ToonEmpire24/DevianArt)

Os "shippers" 

Uma prática muito comum presente no universo das fanfics consiste em "shippar" um casal, ou seja, torcer pelo seu romance. A expressão se tornou muito popular na Internet, sobretudo nas redes sociais, e envolve casais da vida real nos dias de hoje.

Geralmente, os casais "shippados" possuem um nome que consiste em partes dos nomes de ambos. No caso do cantor Justin Bieber e da cantora Selena Gomez, por exemplo, seu "shipping" é chamado de "Jelena". Já, no caso da personagem Hermione e do vilão Draco Malfoy, ambos da saga Harry Potter, o nome atribuído é "Dramione".

Os "shippers" são casais criados no imaginário de fãs.

Debate entre autores a respeito das fanfics

Alguns autores de sagas originais, como J. K. Rowling, responsável pela criação do universo de Harry Potter, costumam sentir-se lisonjeados por saber que os fãs criam suas próprias histórias com base na original. No entanto, Rowling afirma preocupar-se com o possível comércio desses textos, uma vez que os fãs da saga podem “ser explorados” com essa prática.

Já alguns autores não gostam da prática e já chegaram até mesmo a tomar medidas mais drásticas contra as fanfics publicadas na internet. Anne Rice, autora de “Entrevista com Vampiro”, proibiu que qualquer fanfic sobre a história fosse criada e intimou o site Fanfiction.net a excluir qualquer história referente ao best-seller.

J. K. Rowling é a favor de fanfics sobre o universo Harry Potter (Foto: John Phillips/Getty Images)

Sites para ler fanfics

Existem diversos sites de fanfics na Internet onde não é necessário pagar para ler ou postar as suas fanfics. Alguns deles são:

Todos esses sites permitem criar uma conta gratuitamente, bem como postar a sua história ou ter acesso a outras.

Além disso, existem comunidades em redes sociais, como o Twitter e o Facebook, que se dedicam à escrita de fanfics sobre determinada série, saga, ou até sobre pessoas famosas. Para saber se o seu fandom possui algum grupo do tipo, basta pesquisar na rede social ou perguntar para outros fãs.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.