Juiz do Reino Unido condena homem à prisão via Skype no iPhone

Por Nathan Vieira | 12 de Junho de 2020 às 14h15

Durante a pandemia, muitas atividades passaram a ser feitas de maneira remota, uma vez que tivemos que nos adaptar para evitar ao máximo a aglomeração e o contato com outras pessoas, a fim de conter o contágio do novo coronavírus (SARS-CoV-2). E foi com isso em mente que, na última terça-feira (9), um juiz de Carlisle, Inglaterra, condenou um homem à prisão usando o aplicativo Skype no iPhone.

A sentença de 26 meses de prisão foi feita ao ex-soldado Andrew Ryan, 41, que admitiu ter esfaqueado seu irmão em dezembro passado. Matthew Ryan teve seu pulmão perfurado, mas sobreviveu ao ataque.

Juiz do Reino Unido condena homem à prisão via conferência por Skype com a utilização de um iPhone (Reprodução)

Acredita-se que tenha sido a primeira vez na história que um iPhone foi usado para proferir uma sentença. O juiz do tribunal da corte, Nicholas Barker, estava usando um laptop para a videochamada, mas dificuldades técnicas o forçaram a recorrer a um smartphone. A sentença foi realizada remotamente como resultado das diretrizes contínuas da pandemia do COVID-19 e do governo do Reino Unido, que exigem um distanciamento social estrito.

Alguns tribunais permanecem fechados após um bloqueio em todo o país. A Inglaterra tem uma contagem oficial de mais de 40 mil casos confirmados de COVID-19, que ultrapassa 50 mil quando as mortes de casos suspeitos são incluídas.

Acredita-se que tenha sido a primeira vez na história que um iPhone foi usado para proferir uma sentença. O juiz do tribunal da corte, Nicholas Barker, estava usando um laptop para a videochamada, mas dificuldades técnicas o forçaram a recorrer a um smartphone

Fonte: Cult of Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.