Apple é processada por roubo e quebra de patentes usadas no Watch

Por Wagner Wakka | 10 de Janeiro de 2020 às 11h40
Captura de tela/Canaltech
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple está sendo acusada de roubar segredos industriais implementados em sistema de monitoramento de saúde do Apple Watch. A empresa de acompanhamento de pacientes Masimo entrou com processo nos Estados Unidos contra a gigante tecnológica na última quinta-feira (9), sob a acusação de roupo de informações, além de quebra de, pelo menos, 10 patentes.

Segundo levantamento do Bloomberg, o processo é uma ação conjunta da Masimo com seu laboratório de desenvolvimento Cercacor Laboratories Inc. A Apple teria tido acesso a segredos industrias pelas mãos de Michael O’Reilly, ex-funcionáio da Masimo que depois foi contratado como vice-presidente de tecnologias para saúde da Apple.

A principal tecnologia em questão é a de monitoramento usando luz para acompanhar pacientes de forma menos invasiva. Dentre a patente, estão a de capacidade de medir níveis de oxigenação no sangue e taxa de batimento cardíaco por emissão luminosa.

Leitor de batimentos é uma das principais ferramentas do Apple Watch (Foto: Captura/YouTube)

As companhias pedem que a Apple seja impedida de usar invenções patenteadas tanto no Apple Watch 4 quanto no Watch 5, além de devolução de informações confidenciais. Ainda, também há indenização por danos não especificados.

Em 2013, a Masimo chegou a entrar em contato com a Apple para uma colaboração. Contudo, depois disso, a gigante contratou O’Reilly, o qual teria levado informações de projetos.

Além do executivo, a Apple também chamou Marcelo Lamego para sua equipe. Ele era chefe de tecnologia da Cercacor, além de ex-pesquisador da Masimo. Na época, as duas companhias alertaram a Apple sobre a necessidade de respeitar os direitos de segredo industrial.

O Canaltech buscou contato com representantes da empresa no Brasil para esclarecimentos. Em resposta, a Apple disse que não pretende comentar o caso. 

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.